Gilberto Gil foi vítima de ataques de ódio durante o jogo do Brasil no mundial.

No Qatar para apoiar a seleção canarinha, o cantor tornou-se alvo de insultos durante o jogo com a Sérvia assim que foi reconhecido por alguns adeptos brasileiros, todos eles apoiantes de Jair Bolsonaro.

A denúncia inicial foi feita por André Janones, deputado federal que nas últimas eleições integrou o governo de transição do então eleito presidente Lula da Silva.

"Vamos, Bolsonaro. Vamos, Lei Rouanet", iniciaram alguns em tom de ironia, enquanto o cantor caminhava em direção às bancadas do estádio." Vem, vem. Você ajudou o Brasil pra c... Vamos lá. Vai lá. Valeu, Lei Rouanet. Obrigado, filho da p...", acrescentaram ainda.

O episódio rapidamente encheu as redes sociais e foram várias as personalidades brasileiras a declarar de imediato o seu apoio ao cantor.

Entretanto, Gilberto Gil já teve oportunidade de comentar o caso. Através do Instagram, o artista agradeceu as inúmeras declarações de apoio que recebeu e classificou os ataques de que foi alvo como "estúpidos". "Os nossos agradecimentos, meu e da Flora, enfim por essa solidariedade diante dessa agressão, dessa coisa estúpida", afirmou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.