O ator norte-americano Ryan O’Neal morreu, esta sexta-feira, aos 82 anos.

A morte foi anunciada pelo filho do artista, Patrick O’Neal, na rede social Instagram.

"Esta é a coisa mais difícil que já tive de dizer, mas vamos lá. O meu pai morreu pacificamente, hoje, com sua equipa ao seu lado, apoiando-o e amando-o como ele faria. Isto é muito difícil para a minha esposa Summer e para mim, mas partilharei alguns sentimentos, para vos dar uma ideia de como ele era um grande homem", começou por escrever.

Patrick, que descreveu o pai como o seu "herói", assinalou que, quando nasceu, Ryan "já era uma estrela".

"Quando nasci, em 1967, o meu pai já era uma estrela de TV, em 'Amar Não É Pecado'. Foi onde conheceu a minha mãe, Leigh Taylor-Young, e cerca de nove meses depois (mais ou menos um ou dois encontros noturnos) eu nasci", complementou.

Dando conta dos êxitos do pai, entre eles 'Que se Passa, Doutor' e 'Lua de Papel', Patrick sublinhou que Ryan, que "se tornou uma estrela de cinema internacional com 'História de Amor', no início da década de 1970", é "uma lenda de Hollywood".

"Ponto final", disse.

A notícia da morte do ator surge na sequência de dois diagnósticos de cancro. Em 2001, Ryan O’Neal foi diagnosticado com leucemia e, em 2012, com cancro da próstata. A causa da morte não é, contudo, conhecida.

[Notícia atualizada às 22h55]

Leia Também: Melão sobre Nuno Graciano: "Tínhamos um almoço de Natal marcado"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.