O negócio com a marca de moda, beleza e perfumaria francesa Givenchy está em fase avançada de negociações e pressupõe um acordo milionário, noticia a imprensa internacional. Refugiada no Canadá para fugir à polémica que o anúncio do afastamento do casal da casa real britânica gerou e que já obrigou a rainha Isabel II a convocar uma reunião familiar de emergência para encontrar uma solução para a nova crise real, Meghan Markle, 38 anos, não tem perdido tempo.

Para além da parceria com a Givenchy, marca que a ex-atriz da série "Suits" elegeu para o vestido de noiva que usou quando casou com o príncipe Harry de Inglaterra, desenhado por Clare Waight Keller, diretora artística da etiqueta, Meghan Markle também poderá vir a estabelecer parcerias com outras empresas. "Ela tem fortes ligações à indústria da moda e há várias marcas que gostariam de vir a desenvolver projetos com ela", revela uma fonte próxima.

O ano passado, a duquesa de Sussex desenvolveu uma coleção cápsula de moda em parceria com a Smart Works, instituição de solidariedade da qual é patrona. Marks & Spencer, John Lewis, Jigsaw e Misha Nonoo, marcas e criadores com os quais já colaborou, são outras das possibilidades em cima da mesa. Nos últimos dias, surgiram também notícias de um acordo feito com a Disney para um trabalho de locução gravado ainda antes do polémico anúncio.

A gravação terá sido uma contrapartida pelo generoso donativo que a empresa fundada por Walt Disney terá feito à Elephants Without Borders, uma organização africana que luta pela proteção e pela melhoria das condições de vida dos elefantes.  De acordo com a imprensa internacional, o casal real prepara-se ainda para lançar uma marca de merchandising que, segundo analistas financeiros, (lhes) pode vir a gerar lucros superiores a 500 milhões de euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.