Meghan Markle não vê o pai há dois anos, praticamente desde que entrou para a família real britânica. Conforme nota o Page Six, a duquesa de Sussex culpa os tabloides britânicos do afastamento do progenitor, bem como da difícil relação de ambos, cujos contornos, entretanto, se tornaram públicos.

Conforme já tinha sido anunciado, Meghan processou o jornal britânico Daily Mail, depois de ter sido publicado o conteúdo de uma carta que esta enviou a Thomas Markle, em agosto de 2018.

Numa audiência em tribunal, a propósito do processo, a defesa de Meghan alegou que a publicação teve a "intenção de a retratar de forma falsa e prejudicial", acusando o meio de comunicação de ter "assediado" o progenitor. Foi também alegado que o conteúdo da carta foi editado propositadamente para passar uma imagem negativa da mulher de Harry.

Para além disso, depois de terem sido reveladas imagens de paparazzi do progenitor, Markle acredita que este passou a ser visto como alguém que se queria aproveitar da família real.

Esta acusação foi veemente negada pelos advogados do jornal que sublinharam, em tom de provocação, que seria impossível que Meghan soubesse da forma como Thomas estava a ser tratado, uma vez que tinha deixado de falar com o pai.

Resta agora esperar pelo resultado final do processo.

Leia Também: Documentos mostram mensagens dos duques de Sussex para pai de Meghan

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.