Mafalda Sampaio partilhou com os seguidores da sua conta de Instagram uma mensagem que recebeu através desta plataforma social, onde uma seguidora a questiona relativamente a um compra que quer fazer.

Conforme se pode ler numa mensagem, a internauta quer comprar uma carteira de luxo, contudo, mostra-se indecisa na sua escolha porque não gosta dos modelos mais "populares".

Esta mensagem não passou despercebida a Mafalda, que desde logo mostrou a sua indignação para com a sociedade de consumo, onde muitas pessoas compram artigos de luxo apenas para mostrar aos outros que os têm.

Notícias ao Minuto

Mensagem que Mafalda Sampaio recebeu© Instagram - Mafalda Sampaio

"Bem, primeiro obrigada por confiares em mim e mandares uma mensagem a pedir um conselho quase de amiga.

Ultimamente vejo que toda a gente quer coisas de luxo, desde sapatos que custam mil euros a carteiras que custam quase 10 mil ou mais. Todo ok quando existe poder de compra para isso. Eu própria tenho três carteiras muito caras, a primeira, aniversário de 2019, segunda, aniversário de 30 anos e terceira, Natal de 2020.

Acho-as bonitas e sempre achei que nunca na vida teria possibilidade de comprar uma Prada, uma Dior e uma Gucci, apesar de achar algumas carteiras dessas marcas lindas de morrer. Também há umas muito feias para mim.

Não vejo mesmo nada de errado em ambicionar ter uma carteira de luxo. É um objetivo como outro qualquer.

Mas com esta mensagem percebi que há mesmo muita gente que ambiciona ter porque 'toda a gente tem', quase como se fosse a provar algo e, na verdade, nem gosta assim tanto da mala... pensa até mesmo na hipótese de 'um dia querer vender' a carteira...

Se não gostas, porque raio vais comprar? Não precisas da mala que não gostas para te valorizar. Faz antes uma viagem!", começa por chamar a atenção.

Entretanto, defende: "Não é um investimento, isso é o que as pessoas dizem para 'justificar' nas suas cabeças o porquê de gastarem tanto dinheiro numa carteira.

Não tenciono vender nenhuma das minhas carteiras e não considero que tenham sido um investimento. Estragaram-se tanto como uma carteira de 200 euros".

Notícias ao Minuto

Resposta dada por Mafalda Sampaio © Instagram - Mafalda Sampaio

"Resumindo e concluindo: Não, carteiras muito caras não são um investimento, apesar de poderem, de facto, vir a valer mais daqui a uns anos se for uma Chanel ou uma Berkin que custam mais de 5 mil euros. Uma Louis Vuitton que é um saco feito de plástico não vai valorizar, lamento. Essa em específico então... não aguento! Há mil falsificações.

Um casa, na minha opinião, é um investimento melhor. Valoriza sempre e podes fazer obras caso a compres velha ou fique velha com o tempo. Isso sim, é um investimento.

Uma carteira? Não, não é um bom investimento na minha humilde opinião. Uns ténis então, ainda menos. Sou zero contra e se quiser compro uns amanhã, mas não são um bom investimento. Ténis e sapatos andam no chão. É tão bom investir em uns ténis de 1000 como em uns de uma boa marca portuguesa que custem 200.

Marcas de luxo são pura vaidade e contra mim falo. Servem para dizer que estás bem na vida e até consegues comprar coisas caras.

Mas, se não gostas de marcas de luxo, se vais comprar só porque as tuas amigas têm a mala mais barata da marca X, Y, ou Z, cag* nisso!

Faz antes uma viagem que ganhas muito mais com isso", completa.

Notícias ao Minuto

Mafalda Sampaio© Instagram - Mafalda Sampaio

Leia Também: "Desta vez queria viver os primeiros meses do Francisco de outra maneira"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.