Keanu Reeves aproveitou o facto de ser conhecido como alguém triste e melancólico para escrever o livro «Ode to Happiness».

A ideia surgiu após ter enviado alguns textos pessoais à sua melhor amiga, Janey Bergam. As palavras, repletas de tristeza, inspiraram a confidente do ator a contactar uma ilustradora para desenhar os pensamentos deprimentes do galã de Hollywood.

Depois de o trabalho estar concluído, Janey Bergam mostrou-o a Keanu Reeves. Este entusiasmou-se de tal forma com o resultado que acabou por fazer mais de quatro mil cópias do livro.

Ao longo da obra podemos encontrar versos repletos de ironia e alguma melancolia, como este: «Eu desenho um banho quente de arrependimento. No meu quarto do desespero».

Os versos surgem em grandes letras borradas, como se tivessem sido molhadas por lágrimas e o livro acaba com um enorme ponto negro e com as seguintes palavras: «Pode sempre ser pior».

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.