Katy Perry negou que Dr. Luke a tenha violado, adianta a imprensa internacional. A cantora foi uma das testemunhas do polémico caso entre o produtor e Kesha, no qual a cantora foi processada por difamação após tê-lo acusado de abuso sexual e de lhe ter dado drogas contra a sua vontade.

O testemunho de Perry surgiu, originalmente, depois de uma troca de mensagens entre Lady Gada e Kesha, em fevereiro de 2016, no qual esta última afirma que Dr. Luke abusou de Perry.

“A falsa narrativa que a Kesha criou sobre ter sido violada foi amplamente aceite, afetando a reputação de Dr. Luke irremediavelmente. Ao compor esta encenação maliciosa, em 2016, a Kesha disse a Lady Gaga que o Dr. Luke tinha violado Katy Perry, o que ultrajante e falso”, afirmou a equipa de advogados do ator.

“Katy Perry testemunhou sobre juramento neste caso que o Dr. Luke nunca a violou. Independentemente disso, Kesha recusou-se a pedir desculpa. Em vez disso, fez um comunicado de imprensa no qual irresponsavelmente sugeriu essa história”, completaram.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.