Foi controverso em vida e continua envolvido em (muita) controvérsia após a sua morte. Dois anos após o seu falecimento, ocorrido a 19 de fevereiro de 2019, a herança milionária de Karl Lagerfeld continua a fazer correr muita tinta. O designer de moda, fotógrafo e caricaturista alemão, famoso pelas criações que desenvolveu para a Chanel e para a Fendi, faleceu, aos 85 anos, no Hospital Americano de Paris, localizado em Neuilly-sur-Seine, nos arredores da capital francesa, vítima de cancro do pâncreas.

Baptiste Giabiconi, um dos seus manequins favoritos, exige ser compensado. Numa emissão do programa de televisão "Sept à huit", em fevereiro do ano passado, o modelo e cantor de 31 anos, que se diz filho espiritual do malogrado estilista, revelou publicamente ser um dos beneficiários do testamento. "São, ao todo, sete os herdeiros principais. Na lista, o meu nome é aquele que aparece primeiro. Sou o herdeiro principal", garantiu. A confissão surpreendeu meio mundo, como o Modern Life/SAPO Lifesyle noticiou.

Últimas vontades de Pierre Cardin foram respeitadas. Estilista foi enterrado com uma espada ao lado do homem que mais amou
Últimas vontades de Pierre Cardin foram respeitadas. Estilista foi enterrado com uma espada ao lado do homem que mais amou
Ver artigo

A revista francesa Voici desmascarou-o pouco depois. "Essas declarações não fazem qualquer sentido. Ele nem sequer figura na lista das pessoas que foram convocadas pelo notário por causa da herança", assegurou uma fonte próxima do designer germânico à publicação, que revelava ainda que Baptiste Giabiconi e Karl Lagerfeld, que se conheceram e tornaram inseparáveis em 2008, numa altura em que o marselhês dava os seus primeiros passos no mundo da moda, teriam, inclusivamente, cortado relações "há alguns anos". Em junho do ano passado, o jornal gaulês Le Parisien revelava a existência de um testamento "escrito à mão pelo punho do próprio Karl", registado no Mónaco por Frydlender Lucien.

O antigo contabilista do costureiro, com 87 anos, com paradeiro incerto, tem dificultado a distribuição da fortuna desde o desaparecimento do estilista. Avaliada em 165 milhões de euros, integra um apartamento em Paris, um apartamento no Mónaco, uma biblioteca, móveis de colecionador e obras de arte. A lista de herdeiros inclui Choupette, a gata do designer, atualmente a cargo da sua antiga governanta, Françoise Caçote. Sébastien Jondeau, manequim e ex-segurança do criador, será outro dos beneficiários.

O manequim britânico Jake Davis, o modelo norte-americano Brad Kroenig e o filho, Hudson Kroenig, o afilhado preferido de Karl Lagerfeld, são outros dos nomes que podem figurar no testamento. As especulações sucedem-se mas as certezas tardam. Em setembro de 2019, Frydlender Lucien fechou o seu escritório e, pouco depois, deixou de atender os telefonemas dos que já tinham sido convocados pelo notário por causa da herança. A mulher garante que está doente e que não fugiu com a fortuna do estilista.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.