As últimas vontades do estilista italiano que se tornou conhecido em França, falecido a 29 de dezembro de 2020 com 98 anos, foram respeitadas. "Pierre Cardin foi enterrado numa urna preta, vestido com um traje de académico de belas artes, com a espada que ele desenhou e com um dedal, uma agulha e um carro de linhas presos a um dos pulsos. A lâmina [da espada] faz lembrar uma tesoura", noticiou a rádio francesa RTL. O funeral do criador teve lugar no cemitério de Montmartre, em Paris, no passado sábado, dia 2.

A data da cerimónia privada, reservada apenas a familiares e amigos mais próximos, foi mantida em segredo após a morte do estilista. Pierre Cardin foi enterrado na mesma campa de André Oliver, companheiro e colaborador do costureiro e empresário, falecido em 1993 na sequência de complicações causadas pela sida. Durante as cerimónias fúnebres, a urna foi coberta com uma manta verde, a cor preferida do criador. Para o fim do mês, está agendada uma missa de homenagem pública, anunciou entretanto a família.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.