Jordin Sparks honrou a memória da falecida irmã, Bryanna Jackson-Frias, que morreu na semana passada aos 16 anos, vítima de complicações da anemia falciforme.

“Ela lutou durante toda a vida – passou os 16 anos dentro e fora dos hospitais. Ela era tão forte”, começou por dizer a artista, de 28 anos, ao People Now esta quarta-feira. “Ela simplesmente lidou com a doença e nunca se queixava. Tenho a certeza que teve momentos em que tinha dores, mas era uma das pessoas mais fortes que já conheci”, acrescentou.

Ainda a chorar a morte da jovem, a família decidiu criar uma página do GoFundMe para angariar dinheiro para ajudar na pesquisa sobre a doença em homenagem a Bryanna.

“O seu sonho era consciencializar as pessoas e encontrar a cura. As pessoas sabem sobre a anemia falciforme, mas não sabem o quão violenta é ou quantas pessoas são afetadas. Mata 100 mil pessoas por ano, por isso, por que é que não falamos mais sobre isso?”, referiu Jordin Sparks, frisando que agora estão a “tentar angariar o máximo possível para ajudar a encontrar uma cura para que mais ninguém tenha que passar por isto”.

Recorde-se que, apesar de estar à espera do primeiro filho em comum com Dana Isaiah, os últimos dias não têm sido fáceis para Jordin Sparks. Numa semana a cantora perdeu quatro pessoas próximas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.