O falecido cantor Michael Jackson tem estado no centro das atenções depois de ter sido lançado o documentário ‘Leaving Neverland’, da HBO, onde dois homens, Wade Robson e James Safechuck, dizem que foram abusados sexualmente pelo artista.

Acusações que foram negadas desde logo pela família do cantor, que morreu em 2009. Aliás, os familiares do artista laçaram agora um novo documentário, 'Neverland Firsthand: Investigating the Michael Jackson Documentary', que pretende refutar as alegações.

O vídeo, lançado no YouTube, tem 30 minutos e conta entrevistas dos sobrinhos de Michael, Taj e Brandi Jackson, assim como a Brad Sundberg, diretor técnico.

No documentário referido, a sobrinha revela que namorou com Wade durante alguns anos e diz que o ‘ex’ “sempre foi um pouco oportunista”, afirmando que este “sabe como se posicionar em diferentes situações que irão beneficiá-lo financeiramente”.

“Ele diz que estava numa relação com o meu tio, que estavam apaixonados… […] Ele diz que o meu tio o manteve longe das mulheres, o que não é verdade”, acrescenta Brandi, referindo que foi o tio que os uniu.

Por sua vez, após as declarações de Brandi, o advogado de Wade respondeu em comunicado à Billboard, na passada quinta-feira, como cita a revista People: “A Senhora Jackson não estava com o Wade e o Michael Jackson quando se deu o abuso sexual e, como tal, ela não tem nada relevante a dizer sobre o assunto”.

Veja o documentário 'Neverland Firsthand: Investigating the Michael Jackson Documentary':

Siga o link

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.