Alexa, a jovem que ficou conhecida devido a uma situação polémica no programa Ídolos, ao qual concorreu antes de iniciar o seu processo de mudança de sexo, esteve esta quinta-feira no programa 'A Tarde é Sua', da TVI.

Numa emotiva conversa com Fátima Lopes, a jovem de 22 anos recordou a infância difícil num corpo que não sentia como seu.

Nasceu rapaz, Daniel, e foi nessa pele que viveu até não conseguir esconder mais que era diferente. A diferença valeu-lhe uma adolescência de bullying e sofrimento.

"As pessoas diziam que eu não devia ter nascido", lembra, referindo-se aos colegas de escola mas também à família. "Os meus irmãos gozavam comigo", diz, garantindo que sempre foi colocado de parte.

A avó foi a única pessoa a perceber a sua "diferença" e a apoiar a mudança de sexo. Compreensão que Alexa retribuiu deixando de estudar para assegurar que alguém a tratava quando a doença bateu à porta. Porém, o cancro acabou por levar a melhor e Alexa ficou sem ter onde viver. Ainda a viver o luto da avó, esta foi forçada a viver na rua.

"Dormia nos prédios. Só tinha a minha roupa e o BI", recorda, sem conseguir esconder a emoção.

Mais tarde, foi já numa casa abrigo para pessoas LGT que recuperou a confiança, iniciou o processo de mudança de sexo e com a ajuda da Internet encontrou um novo amor.

Ricardo, de 36 anos, deixou tudo em novembro de 2019 para se mudar para o Porto e viver ao lado de Alexa. "Ela para mim é uma mulher espetacular", diz, garantindo que o facto de a jovem ser transexual nunca foi um problema.

"O Ricardo faz-me sentir uma mulher de verdade", afirma Alexa, que há pouco tempo foi pedida em casamento num centro comercial.

Leia Também: Fátima Lopes: "Chorei como nunca tinha chorado nos últimos tempos"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.