Depois das entrevistas polémicas em que deixou claras as tensões com a família real britânica, o príncipe Harry prepara-se para gerar de novo burburinho com o lançamento de um livro de memórias.

Será em 2022 que o público poderá ter acesso àquelas que prometem ser revelações explosivas sobre a vida pessoal dentro do núcleo senior da família real e a escolha da data parece não ser ao acaso.

Segundo a revista Hello, Harry vai publicar a obra no ano em que se completam 25 anos desde a morte da mãe, princesa Diana, que perdeu a vida em agosto de 1997 num acidente de viação em Paris.

"Não estou a escrever isto como o príncipe quando nasceu, mas como o homem em que me tornei. Tenho assumido muitos papéis ao longo dos anos. A minha esperança é que, ao contar a minha história - os altos e baixos, os erros, as lições que aprendei - possa ajudar a mostrar que não importa onde vivemos, temos mais em comum do que pensamos", disse o filho do príncipe Carlos que, neste momento, está afastado da realeza.

Harry terá escrito a obra em segredo e vendeu-a recentemente à editora Penguin Random House. Foi entretanto avançado pelo Page Six que a empresa terá pago pelo menos 20 milhões de dólares (cerca de 17 milhões de euros) adiantados a Harry.

O neto da rainha Isabel II esclareceu entretanto que os lucros do livro serão doados a instituições de caridade.

Leia Também: Kate Middleton e príncipe William atingem novo marco no Instagram

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.