Donald Trump perdeu as eleições nas presidenciais norte-americanas e segundo a imprensa internacional poderá igualmente perder a mulher, Melania Trump.

Tal como recorda o jornal britânico Daily Mail, a primeira-dama dos Estados Unidos não conseguiu conter as lágrimas - de desgosto - em 2016, quando Donald Trump foi então eleito presidente.

Ou seja, Melania viu-se obrigada a manter-se num relacionamento por causa desta conquista, mesmo estando contra a sua vontade.

Mas agora, uma vez que o marido deixou de ser presidente, não tem mais nada que a prenda.

Segundo revelou a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, o casamento de 15 anos terá terminado: "A Melania está a contar os minutos até ele deixar o cargo para que se possa divorciar", notou. "Se tentasse levar em frente a derradeira humilhação de sair enquanto ele estava a exercer, acabaria por ser punida", acrescentou.

A mesma publicação adianta igualmente que a mulher de Trump já estará a pensar nos pormenores do divórcio. Isto, sabendo que teria de respeitar as condições impostas no acordo pré-nupcial. Uma delas deverá impedir que publique um livro ou dê entrevistas sobre o relacionamento, tal como aconteceu com Marla Maples, a segunda mulher de Trump.

Importa notar que sempre existiram rumores que davam conta de que o casamento entre os dois estava a passar por vários problemas. Aliás, a falta de cumplicidade entre ambos foi visível em vários compromissos públicos, nos quais Melania se recusava a dar a mão ao marido.

Leia Também: Teoria da conspiração. Há quem pense que Melania Trump tem um duplo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.