Primeira parte: Porquê percorrer a única estrada que atravessa um país em toda a sua longitude?

Um viajante está sempre pronto para colocar o pé na estrada e ir à descoberta. Descobri a minha alma de viajante há poucos anos, cerca de seis, mas tive a sorte de a vida ter colocado no meu caminho um viajante de alma e coração, com mais de 25 anos de caminho. Este viajante é o meu marido, o Luís Baião, que com a sua Zen family está sempre a criar desafios e a fazer propostas para descobrir o mundo em que vivemos e o nosso mundo interior.

Esta viagem pela Estrada Nacional 2 surgiu dessa vontade de descobrir o mundo, da vontade de estar em movimento, de conhecer gentes, revelar encantos ocultos que todas as terras guardam. Este projecto, no qual embarco de alma e coração, nasceu da vontade de mostrar o nosso querido Portugal, de o redescobrir e o de conhecer as nossas raízes lusitanas um pouco mais a fundo. Chamamos-lhe “Nacional 2 com Alma”, porque desejamos redescobrir a alma de Portugal e de o fazer em total entrega.

Colocar o pé na estrada, não é novo para nós. Há uns anos fizemos o mesmo com o meu livro "Cozinhar com Amor” e percorremos Portugal de lés a lés". Nessa altura, todos os dias, durante 15 dias, cozinhei um jantar consciente e natural para uma família e amigos, nos mais diversos destinos de Portugal. Antes, percorremos 15 países da nossa linda Europa, durante um mês, sempre a comer biológico, consciente e natural.

“Cozinhar com Amor” por Portugal de lés a lés e um piquenique bio transmontano – Etapa 3
Em 2018, Daniela e Ricardo aventuraram-se Portugal fora. Aqui, uma fotografia captada no Alto Minho. Zen Family

A grande “Route 66 Portuguesa”

Desta vez não será uma volta, vamos fazer percorrer de fio a pavio a maior estrada de Portugal, que por sinal é a terceira estrada mais longa do mundo. Quem diria que num país tão pequeno conseguimos estar no pódio das estradas mais longas do mundo! É a única estrada na Europa que atravessa um país em toda a sua longitude. No Mundo, existem apenas outras duas que a superam – a icónica Route 66, nos Estados Unidos da América, e a Ruta 40, na Argentina. Talvez por isso começaram a chamar a EN2 como a “Route 66 Portuguesa”.  O meu imaginário, perante tão icónica expressão, leva-me a uma aventura ímpar, bela e desafiante. A ver vamos o que a estrada nos reserva.

Daniela e Luís: as histórias saborosas de dois apaixonados pelo hemisfério radioso do nosso mundo
Daniela e Luís: as histórias saborosas de dois apaixonados pelo hemisfério radioso do nosso mundo
Ver artigo

Começaremos já a 2 e estaremos na estrada até 10 de setembro. O transporte é a nossa, já emblemática, Zeninha Caravan, um furgão transformado em casa, cheio de magia que o Luís gosta de chamar a sua caravana hippie chic. São nove dias de viagem, nos quais vamos com certeza viver muitas aventuras, contar muitas histórias e mostrar património nacional que vale a pena conhecer, assim como dar a conhecer projectos inovadores, interessantes, sustentáveis, conscientes e naturais como nós gostamos.

Será, com certeza, uma viagem em pura magia, que vamos partilhar para que mais possam viajar connosco ou que se inspirem e coloquem o pé na estrada despertando a sua alma de viajante. Partilhas que faremos com muito amor com as pessoas que se forem cruzando connosco e com as que queiram mostrar a arte de saber receber.

Sabemos que vamos ter alguns encontros com pessoas que nos querem surpreender e mostrar o que aprenderam connosco, o que aprenderam comigo e com os meus livros. Estamos felizes por de alguma forma ter tocado nessas vidas e as ter inspirado para uma vida mais consciente.

Daniela e Luís estão a percorrer a “Nacional 2 com Alma”. Ao sabor do asfalto, a redescoberta da alma nacional
"Zeninha Caravan", um furgão transformado em casa, cheio de magia créditos: Zen Family

Um Passaporte, 35 municípios e centenas de encontros

Um viajante anda sempre com o seu passaporte e como tal esse documento não nos pode faltar. Contudo não será o passaporte habitual, o que usamos nas diferentes viagens pelo mundo, mas um específico para esta rota e que deve ser carimbado, nos diferentes locais, à medida que formos passando.

A Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 criou o Passaporte da Rota da Estrada Nacional 2. Este documento contém um pequeno mapa da rota, onde podemos coleccionar os carimbos que atestam a nossa passagem por cada um dos 35 municípios por onde passa a EN 2. Os carimbos podem ser obtidos em locais como postos de turismo, cafés ou alojamentos, ao longo de todo o trajecto. Será, de certeza, uma forma diferente e divertida de recordar a viagem!

A nossa aventura começa em Chaves, no Km 0 e o termina em Faro, atravessando pelo meio 11 distritos, 35 concelhos, mais de uma dezena de rios e quatro imponentes serras. Esta será mesmo uma viagem à séria e importante. Para terem uma ideia, a Nacional 2 tem uma extensão de cerca de 739 quilómetros. Esta mítica estrada foi inaugurada a 11 de maio de 1945 e simboliza a concretização de um dos grandes sonhos de Salazar. No entanto, a EN2 não foi construída de raiz: parte da sua estrutura corresponde à antiga Estrada Real. Era a rota que cruzava o interior de Portugal e que se destinava a servir o reino português.

“Cozinhar com Amor” por Portugal de lés a lés. Do Douro ao Alentejo numa viagem muito bio – Etapa 4
“Cozinhar com Amor” por Portugal de lés a lés. Do Douro ao Alentejo numa viagem muito bio – Etapa 4
Ver artigo

Só em pensamento, já percebi que será um itinerário perfeito para descobrir a nossa cultura e a paisagem do nosso país em toda a sua autenticidade. Já conseguimos visualizar as montanhas transmontanas e beirãs ondulando o horizonte, as praias fluviais do interior carregadas de romance, os socalcos do Douro num pôr do sol sempre épico (para mim são sempre assim!) e os montados alentejanos a nos perder na sua imensidão, terminando em beleza no mar salgado, bem no fundo de Portugal, na costa Algarvia. Prevemos que esta será uma viagem em que a natureza a nos fará perder o fôlego, pela beleza e pela diversidade.

A primeira paragem será Chaves, Vidago e Pedras Salgadas. O marco que sinaliza quilómetro 0 da "route 66" portuguesa está na lendária cidade de Chaves (Trás-os-Montes). Esta linda cidade que faz fronteira com Espanha alberga um incrível legado histórico e cultural, muito marcado pelos vestígios do domínio romano. Toda esta uma é uma zona de montanhas rica em águas termais. Vidago será, para nós uma paragem obrigatória. Nesta onde reina um charme que nos faz viajar no tempo até à Belle Époque, como é exemplo as Termas de Vidago.  Ainda nesta zona, fazemos questão de visitar as instalações de engarrafamento da nossa água gaseificada preferida. No próximo artigo revelo qual é.

Daniela e Luís, as histórias saborosas de dois apaixonados pelo hemisfério radioso do nosso mundo
O Oriente, sempre presente nos roteiros de viagens do casal. créditos: Zen Family

Na nossa mente está previsto parar em Vila Real, Lamego, Castro Daire, Viseu, Góis, Abrantes, Montargil, Montemor-o-Novo, Ferreira do Alentejo, Ervidel, Aljustrel, Almodôvar e terminar em Faro. Este é o nosso plano, mas como a vida às vezes tem outros planos para nós, a ver vamos o que esta aventura nos reserva e onde realmente vamos parar. Certo é que iremos atravessar 11 distritos, 35 concelhos (11 Cidades e 24 Vilas), dez Serras, 13 Rios e sete Linhas de comboio.

Começamos em Chaves e terminaremos em Faro, com vista para o mar.

Marcamos encontro na mítica Estrada Nacional 2.

Até já!

Daniela Ricardo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.