Neste 23 de abril, dia da morte dos escritores Miguel de Cervantes e William Shakespeare, celebra-se o Dia Mundial do Livro. Para comemorar este objeto de valor incalculável na nossa sociedade, a Civitatis preparou uma lista com as dez bibliotecas mais bonitas do mundo.

Biblioteca do Trinity College (Dublin – Irlanda)

Sabia que o Trinity College de Dublin possui a maior biblioteca de investigação da Irlanda? Há mais de quatro milhões de livros nesta famosa biblioteca que, desde 1801, recebe um exemplar de todas as obras publicadas na Grã-Bretanha e na Irlanda.

Além disso, não é um lugar reservado apenas para os estudantes e poderá visitá-la durante a sua viagem. Poderá ver a bela Long Room, a sala mais antiga da biblioteca do Trinity College, repleta de estantes de madeira que parecem não ter fim, bustos de mármore, pequenas escadas e uma harpa muito antiga que se tornou num emblema nacional. Lá, também encontrará o Livro de Kells, um manuscrito cristão meticulosamente decorado, cujas origens remontam ao século IX.

Biblioteca do Trinity College (Dublin – Irlanda)
Biblioteca do Trinity College (Dublin – Irlanda). Civitatis

Real Gabinete Português de Leitura (Rio de Janeiro – Brasil)

O Rio de Janeiro tem um dos melhores exemplos arquitetónicos do conhecido estilo neomanuelino. Este tipo de edifícios, construídos entre meados do século XIX e inícios do século XX, resgatava o estilo gótico-renascentista popular durante o reinado de Manuel I de Portugal. A decoração sobrecarregada do Real Gabinete Português de Leitura é um exemplo perfeito dessa estética. É fascinante.

Real Gabinete Português de Leitura (Rio de Janeiro – Brasil)
Real Gabinete Português de Leitura (Rio de Janeiro – Brasil). Civitatis

Biblioteca do Mosteiro de Admont (Steiermark – Áustria)

Situada nos Alpes austríacos, a cerca de três horas de carro de Viena, fica o mosteiro de Admont, fundado em 1074. Este lugar tornou-se num dos principais centros culturais e espirituais da Idade Média, quando a abadia começou a reunir importantes livros para custodiá-los nos seus arquivos.

Entretanto, não foi até ao século XVIII que se realizou uma obra colossal e que deu origem a uma das bibliotecas mais bonitas do mundo. O arquiteto responsável foi Joseph Hueber, um artista barroco que criou uma verdadeira "catedral de luz" para guardar os livros do mosteiro. Considerada por muitos como a Oitava Maravilha do Mundo, a biblioteca destaca-se pelas suas cúpulas decoradas com frescos coloridos, belas prateleiras em tons brancos e dourados, curiosas portas secretas e esculturas de Josef Stammel.

As 10 bibliotecas mais bonitas do mundo. Uma delas está em Portugal
Biblioteca do Mosteiro de Admont (Steiermark – Áustria). Civitatis

Biblioteca da Universidade de Salamanca (Salamanca – Espanha)

Conhecida oficialmente como a Biblioteca Geral Histórica de Salamanca, trata-se da biblioteca universitária mais antiga de Espanha. Foi fundada por Afonso X, O Sábio, e já esteve em diferentes edifícios da Universidade de Salamanca, além de ter passado por várias reformas. De facto, após um desmoronamento em 1665, a instituição permaneceu sem biblioteca durante quase um século. A Biblioteca Antiga, como a conhecemos hoje em dia, foi construída no século XVIII e as suas estantes de pinho e outros móveis antigos chamam bastante a atenção.

Biblioteca da Universidade de Salamanca (Salamanca – Espanha)
Biblioteca da Universidade de Salamanca (Salamanca – Espanha). Civitatis

Biblioteca pública de Nova Iorque (Nova Iorque – Estados Unidos)

A biblioteca pública de Nova Iorque é frequentada habitualmente por estudantes e investigadores e, claro, também pelos turistas que visitam a Big Apple todos os anos. Uma época especialmente emocionante para conhecer este emblemático edifício é o Natal, pois no Bryant Park, que fica perto, instala-se uma pista de patinagem no gelo e um mercado que, com certeza, irão cativá-lo. Além disso, a árvore que decora todos os anos a biblioteca é o lugar perfeito para tirar uma foto de lembrança.

Vale a pena mencionar que, além de ser uma das bibliotecas mais bonitas do mundo, é uma das maiores dos Estados Unidos. As famosas esculturas de leões à entrada, os frescos da Rose Main Reading Room e os enormes candelabros e mesas de carvalho são os protagonistas deste lugar.

Biblioteca pública de Nova Iorque (Nova Iorque – Estados Unidos)
Biblioteca pública de Nova Iorque (Nova Iorque – Estados Unidos). Civitatis

Biblioteca Palafoxiana (Puebla – México)

Uma das bibliotecas mais bonitas do México está na cidade de Puebla. A biblioteca Palafoxiana foi fundada pelo bispo espanhol Juan de Palafox e Mendoza em 1646, o que faz dela a biblioteca pública mais antiga da América. De facto, uma das condições que o religioso impôs para a sua abertura é que fosse um espaço aberto para todos e não apenas para eclesiásticos. O trabalho dos ebanistas, tanto nas estantes como no retábulo da virgem de Trapani, é realmente impressionante.

Biblioteca Palafoxiana (Puebla – México)
Biblioteca Palafoxiana (Puebla – México). Civitatis

Biblioteca George Peabody (Baltimore – Estados Unidos)

Outra das bibliotecas mais bonitas do mundo está em Baltimore, a cidade mais povoada do estado de Maryland. O edifício foi construído no final do século XIX graças a George Peabody, conhecido como o pai da filantropia moderna. A sua impressionante sala de leitura destaca-se pelos andares repletos de colunas e varandas interiores de ferro forjado.

Biblioteca George Peabody (Baltimore – Estados Unidos)
Biblioteca George Peabody (Baltimore – Estados Unidos). Civitatis

Biblioteca pública de Estugarda (Estugarda – Alemanha)

Quer conhecer mais bibliotecas bonitas espalhadas pelo mundo? A cidade alemã de Estugarda conta com um arquivo extremamente moderno, onde o minimalismo e os tons claros são os protagonistas. O edifício, inaugurado em 2011, foi desenhado pelo arquiteto coreano Eun Young Yi e conta com 11 andares divididos em 2000 metros quadrados de superfície. Muitos dos visitantes comparam este lugar com um cubo de Rubik gigante. Bastante original.

Biblioteca pública de Estugarda (Estugarda – Alemanha)
Biblioteca pública de Estugarda (Estugarda – Alemanha). Civitatis

Biblioteca Nacional da Áustria (Viena – Áustria)

Construída no século XVIII sob o mandato do imperador Carlos VI, a Biblioteca Nacional Austríaca é uma das bibliotecas mais bonitas do mundo. Se visitar Viena, não poderá deixar passar a oportunidade de conhecer esta joia do barroco. Na sua Sala Imperial, pode apreciar um ambiente idílico, com estátuas de mármore, frescos, estantes de castanheiro e mais de 200 000 livros impressos entre 1500 e 1850.

Biblioteca Nacional da Áustria (Viena – Áustria)
Biblioteca Nacional da Áustria (Viena – Áustria). Civitatis

Biblioteca Joanina de Coimbra (Coimbra – Portugal)

Descrita como uma das bibliotecas “mais bonitas e ricamente decoradas”, este grande arquivo, construído entre 1717 e 1728 por ordem do rei João V, tornou-se num lugar imprescindível de Coimbra. A biblioteca destaca-se pela sua decoração rococó que faz com se assemelhe mais a uma capela que a um arquivo bibliográfico.

Tetos pintados, estantes com folha de ouro feitas de madeiras exóticas e exemplares valiosos de livros antigos compõem esta coleção. Um dado curioso: todas as noites, uma colónia de morcegos contribui para a manutenção da biblioteca eliminando os insetos que invadem o recinto.

A Civitatis é um operador online de visitas guiadas, excursões e atividades em espanhol nos principais destinos do mundo, com mais de 52.500 atividades em 2.360 destinos divididos em 135 países. Desde o seu nascimento em 2008, mais de nove milhões de clientes completaram as suas viagens com a Civitatis.

Biblioteca Joanina de Coimbra (Coimbra – Portugal)
Biblioteca Joanina de Coimbra (Coimbra – Portugal). Civitatis

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.