Porque se aprende a brincar, o Metropolitano de Lisboa, em parceria com o Pavilhão do Conhecimento, promove um conjunto de atividades relacionadas com a literacia dos oceanos e com a temática do mar, onde o público poderá escolher experiências sobre a biodiversidade marinha, a densidade da água e a pesca sustentável, abordando ciências exatas que vão desde a Física à Biologia e da Matemática à Engenharia, através de conceitos inspirados no jogo Angry Birds e na exposição patente até setembro no Pavilhão do Conhecimento.

As atividades são apresentadas na forma de uma familiar bicicleta de gelados, transmitindo a ideia de que a ciência está acessível a todos e que pode ser tão apetecível como uma bola de gelado num dia quente de verão.

Recorde-se que Lisboa é a primeira cidade europeia a receber a exposição "Angry Birds", inspirada no famoso jogo que pôs pessoas dos 8 aos 80 anos a proteger ovos de pássaros dos malditos Porcos Verdes.

No Pavilhão do Conhecimento, há aves e roubos sob investigação | Lisboa

Explorar para aprender

O Explora é uma "verdadeira floresta de fenómenos naturais". Foi assim que o físico Frank Oppenheimer descreveu esta exposição, concebida originalmente para o Exploratorium de São Francisco e que se tornou um clássico dos centros de ciência em todo o mundo.

Cada módulo é uma autêntica obra de arte, onde o Homem contribui com o engenho e a natureza com a surpreendente beleza dos seus fenómenos.

A exposição "Explora" está dividida em cinco áreas temáticas: Luz, Visão, Perceção, Ondas e Sistemas (bué) complexos. Na área da Luz combinam-se luzes de várias cores, observam-se os efeitos de lentes e de prismas, descobre-se o arco-íris em bolas de sabão e fazem-se muitas outras experiências que lançarão luz sobre os mais variados fenómenos.

Na parte da visão é possível compreender como funciona o nosso olho, perceber por que vemos o mundo como vemos e questionar se as coisas que vemos são exatamente como as observamos. A temática da Perceção oferece ao visitante uma grande aprendizagem. Pode perceber que não se vê apenas com os olhos, pois o cérebro desempenha um papel fundamental na forma como percecionamos o mundo. Aqui, encontrará ilusões de ótica e desafios de pôr a cabeça a andar à roda.

Amigo do Ambiente, Pavilhão do Conhecimento

A área das Ondas faz questionar sobre o som. Será que se consegue ver o som, parar uma onda ou observar as harmónicas numa corda de guitarra?

Por fim, os "Sistemas (bué) complexos" permitem saber mais sobre alguns fenómenos. Desfrute da paisagem de dunas lentamente modeladas pelo vento, sinta a brisa de um tornado, desfaça-o com a sua mão e veja como se forma novamente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.