A Tillandsia bergeri é uma das mais fascinantes plantas aéreas e também uma das mais resistentes. Originária da Argentina, é uma variedade botânica muito usada. É das plantas fáceis de cuidar e também uma das plantas aéreas mais difundidas na Península Ibérica. Se mantida em colónia, esta planta forma grandes bolas. São chamadas no seu local de origem claveles del aire, pela semelhança das suas folhas com as do craveiro. As suas flores são brancas, matizadas de lilás. Floresce normalmente em abril e em maio.

Muito resistente, quase não necessita de cuidados de manutenção, o que acaba por ser uma vantagem para os jardineiros amadores menos experientes. Deve ser bem regada durante a primavera e o verão. Ao visitar a bela povoação de Santillana del Mar, na Cantábria, no norte de Espanha, podemos observar grandes bolas de Tillandsia bergeri penduradas nas varandas de muitas casas. Esta é uma tradição local de embelezamento da vila e uma forma de acolhimento dos novos habitantes que se iniciou há muitos anos.

A Tillandsia bergeri, planta da família das Bromeliacea, conseguiu tornar este popular destino turístico ainda mais único e emblemático. Nos primeiros dias em que os novos habitantes ocupam a nova casa, os vizinhos têm o hábito de lhes oferecer como presente de boas-vindas esqueches, pés do seu clavel del aire, aos novos moradores da região. Este, depois, penduram-no na sua varanda ou na janela. Fortalecem-se, assim, os laços comunitários e embeleza-se, simultaneamente, a vila. Multiplica-se muito facilmente.

Texto: Jorge Freixial

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.