Em Portugal, ainda há poucos anos, tinha pouca ou nenhuma expressão mas, à semelhança de outras datas importadas, como o Dia dos Namorados, o Dia dos Irmãos ou o Dia dos Primos, o Halloween tem-se vindo a impor e a ganhar terreno. Além de festas temáticas em discotecas e hotéis, há quem organize jantares temáticos com familiares e amigos e até pessoas, muitas delas com crianças, que decoram a casa com abóboras.

Há, no entanto, quem prefira bruxas e fios a imitar teias de aranha. Esses são alguns dos símbolos tradicionalmente associados a esta festa, a par do cor de laranja e do preto. No entanto, de acordo com os especialistas em novas tendências, essa iconografia começa a estar fora de moda. Descubra, de seguida, os cinco principais erros que (quase) toda a gente comete quando faz decorações para o Dia das Bruxas.

1. Ter falta de originalidade

Na hora de escolher o que usar para as decorações de Halloween, há quem só veja abóboras e cor de laranja. Nada de mais errado! "O ideal é reinventar os clássicos. É pegar nos elementos tradicionais desta festividade e dar-lhes um toque original. As abóboras, por exemplo, podem ser pintadas de cinzento ou cobertas de purpurinas prateadas", sugere Ryan Korban, designer de interiores norte-americano.

5 erros nas decorações de Halloween que toda a gente comete

2. Exagerar no preto

Embora tenha um lado obscuro e até negro, essa não deve ser uma das cores dominantes na decoração desta época. "Nunca devemos exagerar no preto. Podemos aproveitar para romancear a coisa e usar outras cores de fundo, mais claras, incorporando depois elementos como rosas pretas, laços negros e toalhas de mesa de seda escuras", aconselha ainda Ryan Korban.

3. Comprar coisas feitas

Nos dias que correm, a vida nem sempre nos deixa tempo para fazer manualmente as decorações exigíveis para as festividades. Ir a uma loja comprar coisas já prontas a usar acaba, por isso, por ser o caminho mais fácil. "O que torna o Halloween mais interessante são as coisas que somos nós que fazemos. Os esqueletos de plástico, as folhas de outono plásticas, as teias de aranha de papel e os fantasmas de tecido são de evitar", adverte a decoradora de interiores Sasha Bikoff.

4. Limitar-se às cores do costume

À semelhança das tendências de moda, também aqui as paletes se vão alterando. "O laranja e o preto são cores boas mas tente alterná-las com tons metálicos. Pode, por exemplo, pintar esqueletos falsos em tons prateados ou dourados", sugere Sasha Bikoff, que também recomenda peças decorativas em madeira. "E por que não experimentar criar decorações com abóboras inspiradas no Kamasutra?", acrescenta ainda.

5 erros nas decorações de Halloween que toda a gente comete

5. Usar globos coloridos

Para iluminar as decorações de Halloween, há quem compre pequenos globos coloridos, muitas vezes interligados, à semelhança das luzes que se utilizam nas árvores de Natal. Nada de mais errado! "O que está a dar é usar velas de diferentes alturas e grossuras, dispondo-as sobre uma mesa para criar um ambiente gótico. A ideia é recriar os aglomerados de velas que se veem nas igrejas e nas catedrais", esclarece Sasha Bikoff.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.