Plutão tem transitado por Sagitário, trazendo das entranhas da Terra, aquilo que estava oculto, soterrado, aparentemente esquecido. O signo do Centauro é o signo da Verdade Suprema! Nem mesmo as meias verdades iriam permanecer em estado de indulgência.

No dia 26 de Janeiro de 2008, o planeta Plutão tocará pela primeira vez no signo de Capricórnio por onde permanecerá até 14 de Junho, data em que regressa a Sagitário, e sairá definitivamente deste signo em 27 de Novembro do mesmo ano, entrando novamente em Capricórnio. Isto porque no decorrer do ano, Plutão, em movimento de retrogradação, ainda vai dar uma voltinha pelo signo de Sagitário onde se encontra agora. No Verão e Outono de 2008, Plutão em Sagitário, vem finalizar o seu trabalho dos últimos anos.

Desde 17 de Janeiro de 1995 - data de um terrível terramoto no Japão -, Plutão tem transitado por Sagitário, trazendo das entranhas da Terra, aquilo que estava oculto, soterrado, aparentemente esquecido. O signo do Centauro é o signo da Verdade Suprema! Nem mesmo as meias verdades iriam permanecer em estado de indulgência.

Plutão é transformação avassaladora e Sagitário é a Verdade. Este posicionamento indica que durante estes anos de trânsito, não vai ficar pedra sobre pedra! Todos os escândalos são revelados, todas as atitudes serão vistas por todos! Somente a Verdade leva à Justiça! E esses são dois elementos fundamentais de Sagitário”. Em Portugal, nos últimos anos, assistimos ao surgimento de diversos e terríveis escândalos sociais.

Há uns anos, quando Urano transitava por Aquário (agora está em Peixes) e posteriormente Neptuno quando entrou em Aquário, e mais recentemente, Quiron também neste signo, intensificaram toda a tecnologia de ponta, além de terem dado uma mãozinha muito importante para que o nosso amigo Plutão pudesse trabalhar na tarefa de mostrar quem é quem!

Veja a continuação do artigo na próxima página

Foi e está a ser uma época onde se verifica o aumento da violência e da ira nos seres humanos, da revolta da natureza e dos fenómenos trágicos que sem dúvida têm aparecido em maior quantidade e força, notando-se à nossa volta, os constantes resgates cármicos entre as pessoas.

Estamos a viver um momento onde os “media” mostram tudo e nós, inconscientemente, assistimos à justiça sendo feita em acontecimentos, que não conseguimos entender porquê, nem os motivos, mas os afortunados que vão adquirindo a Fé de Sagitário, sabem que algo existe por trás de tudo, mesmo que não tenhamos todas as respostas e explicações.

Este trânsito, no entanto, está no fim! Até 2008 ele terá de realizar tudo aquilo que ainda não foi feito da sua tarefa, sobretudo pela teimosia do homem em ser manipulador e amante do efémero, por gostar do poder para alimentar a sua vaidade, por não reconhecer uma Força Maior que orienta e protege os nossos caminhos, por não ter humildade suficiente para reconhecer que nada mais somos neste planeta do que pequenos aprendizes do que se pode chamar de ensinamentos cósmicos e universais.

Aqueles que já enxergaram, nada têm a temer porque sabem que as atitudes do passado ficaram para trás, e que agora é a hora de plantar belas sementes para dias melhores, para tempos mais harmónicos!

Nestes poucos meses que restam a Plutão em Sagitário, o processo vai acelerar, acelerar...

Veja a continuação do artigo na próxima página

Sejamos verdadeiros em primeiro lugar connosco, fiéis a nós mesmos porque isso é integridade! Se houver algum resgate a ser feito que venha, enfrentaremos a situação com coragem, na certeza de que se era preciso uma liquidação cármica, isso está (ou será) feito e estamos (ou estaremos) livres de mais uma pendência de vidas passadas.

Ainda vamos assistir a muita coisa nos sistemas macro sociais e, igualmente, no microcosmos que nós próprios somos! Em todos os segmentos... Fora e dentro! Quanto maior a transformação interior, menor o sofrimento para acordar.

Os sinos de Plutão em Capricórnio soam ao longe, mas já podemos ouvi-los. Os princípios vão ser fortalecidos. A responsabilidade humana será cobrada. Velhas construções e conceitos obsoletos irão por terra. A rigidez terá de ser trabalhada!

A humanidade terá de amadurecer, ainda que seja só um pouco, ainda que devagar, mas terá de crescer! Não o crescimento material ou da ciência, não o crescimento cultural ou religioso, mas o crescimento do Ser e isto está ligado ao verdadeiro sentido da vida.

António Rosa

Editor da Editora Anjo Dourado
Escola de Astrologia Nova-Lis

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.