O mês começa sob a influência de Marte, que entrou recentemente em Carneiro, signo que rege, e do eclipse de dia 5 de julho - o último de uma série de eclipses que temos vindo a ter desde o início de junho.

A primeira data marcante de julho é o dia 5, já que a Lua Cheia em Capricórnio vem acompanhada de um eclipse lunar. Este acontecimento vai ajudar-nos a tomar atitudes que nos façam mudar as nossas vidas e que nos libertem de pesos que nos deixam cansados. Uma situação que pode ter ocupado a sua vida de forma mais problemática pode agora ser resolvida, uma vez que os eclipses precipitam os acontecimentos e fazem com que haja mudanças, com a ajuda do Cosmos. Mesmo que esta transformação não seja imediata, será mais fácil compreender o que pode fazer para obter resultados diferentes.

Os dias que rodeiam as datas em que ocorrem os eclipses correspondem sempre a um período propício à definição de metas, sendo uma boa altura para fazer os seus pedidos ao Universo e manifestar as suas intenções. Concentre-se na vida que deseja ter e comece a dar passos muito concretos que, por pequenos que sejam, o possam ajudar a alinhar-se com a realidade que deseja viver.

A primeira semana do mês de julho pode, assim, ajudar a encerrar um ciclo e a começar uma nova etapa na sua vida, conforme as circunstâncias que dizem respeito à sua vida particular.

No final de junho Marte "chegou a casa", pois entro em Carneiro, o signo de que é regente, o que faz com que a sua energia seja sentida de forma mais intensa. Marte em Carneiro impele-nos à ação e traz-nos coragem para irmos atrás do que ambicionamos, o que faz com que o mês de julho nos ajude a assumir uma postura mais aguerrida e determinada.

Apesar desta energia favorável à ação, em julho está também em destaque a nível astrológico a entrada de Saturno em Capricórnio, logo no dia 1. Saturno havia finalmente saído de Capricórnio em março, depois de um trânsito de mais de dois anos neste signo, para entrar em Aquário. Ainda assim, uma vez que Saturno ficou retrógrado, volta a entrar em Capricórnio a 1 de julho, para uma visita final a este signo, antes de se despedir dele definitivamente, em dezembro de 2020. Saturno de volta a Capricórnio volta a trazer assuntos que estiveram em destaque em março, nomeadamente questões relacionadas com o poder político e com as finanças. A um nível individual, Saturno em Capricórnio obriga-nos a resolver assuntos que foram especialmente importantes nos últimos dois anos e que têm a ver com as nossas responsabilidades, com a forma como lidamos com as limitações e restrições, e também com os nossos compromissos.

Com o Sol a atravessar o signo de Caranguejo, e devido ao eclipse lunar de dia 5, que opõe o Sol em Caranguejo com a Lua em Capricórnio, e também devido à influência dos outros planetas, a energia dominante de julho conduz-nos no sentido de satisfazer as nossas necessidades mais vitais e essenciais - a segurança, o conforto, o bem-estar em todas as suas vertentes - saúde física, equilíbrio mental, harmonia emocional.

No dia 11 Quíron fica retrógrado e a 13 forma uma conjunção com Marte. Uma vez que o asteróide Quiron está ligado a feridas que trouxemos de padrões cármicos e à capacidade que desenvolvemos para as superar, a segunda semana de julho pode trazer-nos uma poderosa energia de cura, ajudando-nos a fazer das nossas fragilidades forças, e a vencer o que nos intimida através daquilo que anteriormente já ultrapassámos. Por volta do dia 13, devido à conjunção com Marte, os ânimos podem exaltar-se, precipitando explosões que, embora possam ajudar a desbloquear situações, podem também fugir do controlo e assumir proporções desmesuradas.

No dia 12 de julho Mercúrio deixa de estar retrógrado, o que facilita a compreensão das situações e ajuda a resolver melhor as dificuldades, conseguindo dar uma resposta mais rápida e eficiente.

A 20 de Julho teremos uma Lua Nova em Caranguejo, que carrega consigo uma poderosa energia de renovação interior, já que Caranguejo é o signo regido pela Lua e, uma vez que na Lua Nova o Sol e a Lua se encontram neste signo, há uma ênfase clara na preocupação com os assuntos que nos tocam de forma mais íntima, com a nossa essência, com a relação com a família e com o lar. No entanto, Saturno estará em oposição ao Sol e à Lua e, como tal, é provável que nos sintamos pressionados, limitados, restringidos, como se um peso pairasse sobre nós. Embora as circunstâncias que vivemos estejam longe de ser aquelas que gostaríamos de ter presentes, a energia do Universo está a ajudar-nos a redescobrir forças dentro de nós e a aprimorar as nossas capacidades a partir daquilo que nos limita e condiciona.

No dia 21 de julho o Sol entra em Leão, o signo que rege, e isso ajudar-nos-á a ganhar uma renovada confiança em nós próprios e na nossa competência para fazer face a qualquer desafio.

O mês astrológico é ainda marcado por um sextil entre Júpiter e Neptuno, a 27, que nos ajuda a entrar em contacto com pessoas diferentes de nós e a renovar a nossa fé, permitindo-nos ver as situações de outra forma e avançar com ideias que podem projetar-nos para uma realidade melhor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.