O projeto Wewood, marca de mobiliário que aposta na produção nacional, alarga o seu conceito ao Porto com a abertura de um novo espaço.

” O nosso showroom não é apenas um espaço em que expomos móveis e damos consultoria, procuramos conciliar o design, a tradição, o lazer e a arte. O nosso objetivo é que alguém ao entrar no espaço Wewood, o viva com emoção”, esclarece Salvador Gonzaga, fundador e CEO da marca.

O projeto nasceu em 2010 pela mão da empresa Móveis Carlos Alfredo que “emprestou” a sua experiência e o seu know-how de 48 anos no fabrico e exportação de mobiliário de madeira maciça: “ Apesar da conjuntura, felizmente, até hoje, não fomos dos mais afetados pelas suas consequências, sabemos que nos inserimos num mercado altamente competitivo e prevendo isso, decidimo-nos diferenciar com um produto inovador e de qualidade que dinamize com atrevimento a marcenaria portuguesa com um novo design”, refere o CEO.

O conceito assenta precisamente na palavra inglesa: “ A matriz da nossa essência, nasce da filosofia de que " Nós somos madeira" daí, Wewood. Fazer disso o nosso rosto é também a nossa homenagem aos artesãos portugueses que trabalham esta nobre matéria. A Wewood quis pegar no talento dos designers portugueses e aliar à experiência dos nossos artesãos. Os nossos designers conseguem inovar respeitando a identidade nacional e as mãos dos nossos marceneiros, daí fazer todo o sentido trabalharmos apenas com designers nacionais. Conhecem as nossas raízes...”

Neste momento estão a ser comercializados produtos de 7 designers incluindo o Gabinete de design ‘Wewood Design Center’ e estão a ser desenvolvidos projetos com 21 outros designers.

“As peças Wewood são em parte produzidas manualmente pelos nossos experientes marceneiros, mas outra grande parte recorremos aos meios tecnológicos mais sofisticados. Os meios aos quais recorremos frequentemente são as CNC: 3 eixos e 5 eixos. Este tipo de tecnologia permite-nos um desempenho mais eficiente, minimizando os erros humanos, bem como o desperdício de energia, possibilitando ao operador ocupar-se com outras tarefas em que a sua atuação é crucial”.

Para Salvador Gonzaga, existe um diferencial na marca: “A característica número um que nos distingue da oferta existente no mercado é o fabrico de peças com design em madeira maciça, que são cada vez mais raras. Para produzir uma peça em madeira maciça é necessário ter experiência no manuseamento desta matéria-prima, nós já possuímos este know-how há 48 anos, resultando numa garantia para o cliente, de uma peça única e de excelência. Todas as nossas peças são numeradas e fazem-se acompanhar de um registo de propriedade”

”Acreditamos que estamos ao mesmo nível da concorrência internacional com a vantagem de possuirmos uma excelente relação qualidade/preço”, remata.

20 de junho de 2010

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.