Chegou a Portugal a pílula da semana seguinte que significa precisamente que pode ser tomada até cinco dias após uma relação sexual desprotegida.

Contudo, para obtê-la é preciso prescrição médica, contrariamente à pilula do dia seguinte que pode ser adquirida imediatamente na farmácia.

Teresa Bombas, da Sociedade Europeia da Contracepção e Saúde Reprodutiva, referiu que esta pílula é "quimicamente diferente" da anterior, mas muito eficiente.

Num estudo envidado pela referida instituição, 82 por cento das mulheres admite usar um método contraceptivo, cerca de 70 por cento esquece-se de tomar a pílula um a três ciclos por ano e 37 por cento já suspeitou estar grávida sem o desejar.

Segundo o Infarmed o novo medicamento tem autorização de introdução no mercado em Portugal desde 15 de Maio de 2009 e está à venda desde Março por 29,60 euros.

19 de Março de 2010

Veja ainda:

Naide Gomes ganha prata nos mundiais

Semana da Moda de Milão

Semana da Moda de Londres

Semana da Moda de Nova Iorque

Diz-me quem és, dir-te-ei o teu penteado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.