Os ânimos estão quentes no parlamento britânico no que diz respeito ao conceito de beleza feminina. Depois da polémica com as fotos de Crystal Renn, modelo plus-sized, que afirma ter sido retocada em photoshop, a ministra Lynne Featherstone está em campo para tomar decisões importantes sobre esta matéria.

Em causa estão os retoques digitais em imagens publicitárias de moda que a governante quer abolir ou, em alternativa, a colocação de avisos sobre saúde nas fotos que tiveram retoque para que as pessoas entendam que não se trata de algo real.

A parlamentar condena ainda actrizes que mostram a sua excessiva magreza, pois não as considera um bom exemplo para as jovens que já muito cedo começam a sofrer de anorexia.

Segundo Lynne, "os publicitários e editores de revistas têm o direito de publicar o que bem entenderem, mas homens e mulheres também têm o direito de se sentir confortáveis nos seus".

A guerra da moda vai começar com governantes de um lado e fashionistas do outro, a partir da cidade londrina. Será que outras capitais da moda vão ser contagiadas pela mesma polémica?

28 de Julho de 2010

Veja ainda:

Chegou a hora de abrir os cordões à bolsa

Dita Von Teese fas strip no desfile de Gaultier

Paris fashion Week: Chanel

Acabe com os mitos das dietas

Uma pen que vai fazê-la brilhar

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.