Uma resolução das Nações Unidas, datada de 17 de dezembro de 1985, instituiu que dia 5 de dezembro é o Dia Internacional do Voluntariado. A legislação portuguesa define voluntariado como “o conjunto de ações de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas”.

Na página do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado pode pesquisar por ações de voluntariado por concelho, tipo de atividade, público alvo e pode ainda pesquisar bancos de voluntariado locais, funcionando como um espécie de classificados para voluntários.

A Bolsa do Voluntariado foi lançada em 2005, e funciona como um ponto de encontro entre quem procura fazer trabalho de voluntariado e entre quem oferece. Esta bolsa "potencia um "mercado" virtual de voluntariado, dinamiza o encontro de necessidades e vontades. Trata-se de uma ferramenta de gestão e desenvolvimento online em tempo real, que aproveita as qualificações dos voluntários e permite a capacitação das organizações", pode ler-se no site.

Pode também aceder ao site da Cruz Vermelha Portuguesa onde pode consultar os contactos das estruturas locais da organização espalhadas pelo país, sendo que o voluntariado é um dos sete princípios fundamentais do movimento internacional da Cruz Vermelha.

No Portal da Juventude tem vários programas de voluntariado dedicado aos mais jovens. Aqui pode encontrar os vários programas que estão a ser desenvolvidos neste momento e ficar a conhecer também outras organizações promotores de ações de voluntariado.

O Recados & Companhia é uma ação de voluntariado destinada a jovens dos 16 aos 30 anos que visa apoiar idosos com mais de 65 anos em pequenas tarefas como ir ao médico, passear, ir às compras ou fazer-lhes companhia. O projeto está disponível em Lisboa, Amadora, Setúbal, Coimbra, Porto, Bragança e Évora. O objetivo desta ação é criar uma rede de voluntariado jovem de solidariedade intergeracional.

O voluntariado da AMI divide-se em dois setores, nacional e internacional, e conta com profissionais de diversas áreas. A organização conta com cerca de três mil voluntários e aceita pessoas a partir dos 16 anos.

O Serviço de Voluntariado Europeu é um programa financiado pela Comissão Europeia e está disponível para cidadãos europeus, ou com autorização de residência permanente, entre os 18 e os 30 anos. Este serviço dá a oportunidade de fazer voluntariado no estrangeiro.

Para onde? é um site que agrega projetos de voluntariado em vários países e ligados a várias áreas. Além do voluntariado é possível pesquisar por estágios, work exchange e trabalhos temporários.

As Nações Unidas têm vários projetos de voluntariado, com duração mínima de seis meses. Os critérios de seleção dos voluntários são bastante rigorosos. Os candidatos devem ter mais de 25 anos, formação superior, experiência profissional de, no mínimo, dois anos e domínio de pelo menos uma língua estrangeira.

O Serviço Voluntário Europeu é um voluntariado internacional destinado a jovens entre os 17 e os 30 anos, sendo que a única exigência é a residência legal no país da organização do envio. Os programas têm duração de entre duas semanas e 12 meses.

A Fundação Eugénio de Almeida tem um banco de voluntariado que promove um encontro entre a oferta e a procura de voluntariado na região de Évora. Além de promover ações de voluntariado também promove ações de formação relacionadas com o tema.

A Terra dos Sonhos é uma organização sem fins lucrativos criada em 2007 e tem como lema "Um sorriso vale tudo". Tem um programa de voluntariado, que incluiu formação, para trabalhar com crianças, jovens e idosos. Só tem de aceder ao site e preencher a ficha de inscrição.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa - que se dedica a apoiar crianças, jovens, adultos e idosos que se encontram em situação de maior vulnerabilidade - tem uma Unidade de Promoção do Voluntariado onde qualquer pessoa pode fazer a sua inscrição. Todos os voluntários selecionados têm formação inicial obrigatória e, em alguns casos, formação específica consoante a ação a desempenhar.

Os voluntários do Jardim Zoológico são direcionados para áreas de trabalho de acordo com as suas áreas de interesse, conhecimentos e disponibilidade. Dar apoio à área zoológica ou colaborar em alguns eventos específicos e pontuais são alguns exemplos de atividades a desempenhar durante o programa de voluntariado, onde não existe contacto físico com os animais. Todos os candidatos devem gostar de animais e da natureza, ter boas condições físicas e preferencialmente ter mais de 18 anos.

O Banco Alimentar é uma IPSS que tem como objetivo evitar o desperdício de alimentos fazendo-os chegar, de forma gratuita, a pessoas carenciadas. Para além de abastecer instituições de solidariedade com atividade em Portugal, distribuir refeições confecionadas e cabazes de alimentos aos mais desfavorecidos, todos os anos realiza campanhas de recolha de alimentos em supermercados. Todos os interessados em colaborar com a instituição - que não impõe limite de idade - podem fazer a sua inscrição aqui.

A Acreditar nasceu em 1994 e tem como missão promover a qualidade de vida de crianças e jovens com cancro, assim como dos seus familiares. Aqui é possível prestar diversos tipos de voluntariado: nos hospitais, nas casas acreditar, no domicílio e online e na parte logística. A instituição só aceita pessoas com idade igual ou superior a 18 anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.