Exportam móveis de autor para todo o mundo mas é em Fânzeres, no concelho de Gondomar, que estão sediados. Em 2002, Amândio Pereira e Ricardo Magalhães decidiram fundar a Boca do Lobo, uma marca estruturada de raiz para fazer a diferença no mercado internacional do mobiliário de luxo. 15 anos depois, o grupo empresarial que a criou é dono de outras 14 marcas de luxo, emprega 500 funcionários e fatura mais de 30 milhões de euros anualmente.

Para além de uma parceria com a Vista Alegre, um móvel de madeira de edição limitada forrado com triângulos de porcelana pintados à mão, já desenvolveram peças para lojas de marcas como a Fendi e a Prada e para unidades hoteleiras como o Lotte New York Palace Hotel em Nova Iorque nos Estados Unidos da América, o Asturias Hotel em Madrid em Espanha ou ainda o opulento e extravagante Al Jasra Boutique Hotel no Qatar nos Emirados Árabes Unidos.

Também foram eles que criaram alguns dos móveis que podem ser vistos nos filmes da saga cinematográfica "As cinquenta sombras de Grey". Em junho de 2018, o Covet Group, que detém a marca, promoveu a primeira edição da Luxury Design & Craftsmanship Summit, uma iniciativa que pretende aproximar empresas, designers e artesãos e também divulgar o que de melhor se vai fazendo nas artes e nos ofícios tradicionais em território nacional.

Agora, no âmbito do projeto "The wonders of craftsmanship", uma iniciativa que pretende dar a conhecer detalhes de criações artísticas, publicaram ontem nas redes sociais da Boca do Lobo o primeiro vídeo que produziram para o fazer, que pode ver de seguida. "Começamos com a filigrana, a técnica mais delicada para trabalhar metais preciosos, normalmente o ouro e a prata", informam na legenda. No blogue da marca também promovem o entalhe em madeira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.