Ainda tem pouca ou nenhuma expressão em Portugal mas já vem de longe e até já vai conquistando por cá alguns adeptos. Há muitos séculos, em Roma, celebrava-se, em dezembro, a Saturnália, uma festa onde se viravam as normas do avesso por um dia, com os senhores a servirem os escravos à mesa em muitas casas abastadas e com o jogo da inversão de papéis a ser permitido e até, em muitos casos, incentivado.

Acabar com a rotina do quotidiano e libertar a mente da prisão da normalidade que a pressão social nos impõe é o objetivo do Dia ao Contrário, que se celebra anualmente em várias regiões do globo a 31 de janeiro. O Backward Day, uma tradição que nasceu nos EUA que torna o ilegal legal e o proibido permitido nos países que já o comemoram, é uma oportunidade única para fazer coisas diferentes e, por vezes, insólitas.

De acordo com os mais puristas, é logo de manhã que se começa este dia. Sair de casa de pijama ou de robe ou com a roupa do avesso e a lingerie por cima do vestuário habitual, é uma das formas que muitos escolhem para o assinalar. Alguns ficam-se por uma piza, um hambúrguer, uma lasanha ou um chili com carne ao pequeno-almoço ou ao lanche. Como não queremos que lhe falte nada, damos-lhe, de seguida, muitas ideias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.