O Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA) revela que, em 2009, 25 mulheres foram assassinadas por violência doméstica.

Houve também uma vítima mortal associada, 43 mulheres vítimas de tentativa de homicídio, três vítimas feridas na sequência dos homicídios e 23 vítimas na sequência das tentativas.

Os responsáveis pelas vítimas mortais foram na maioria companheiros, maridos e namorados (64% dos casos), sendo que 36% foram às mãos dos parceiros de quem estavam já divorciadas e/ou separadas.

As idades da maioria dos agressores, bem como das vítimas, situa-se na faixa etária dos 36 aos 50 anos.

Em seis anos de trabalho, o OMA registou 201 mortes de mulheres por violência doméstica. O OMA é realizado pela UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta.

25 de Novembro de 2009

Veja ainda

Esperança para s mulheres com cancro da mama

Pipoca pode evitar cancro

Estudo revela estado de hidratação de portugueses

Mini-abdominoplastia

Moda que faz bem à saúde

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.