Estas criaturas gigantescas fazem parte de uma obra que nasceu de uma colaboração entre duas organizações sem fins lucrativos, a CoExistence e a Elephant Family, que pretendem mostrar, através de projetos de arte pública, como os humanos podem (e devem) viver ao lado destes animais selvagens.

O equilíbrio entre a população mundial e a natureza mudou consideravelmente. Em 1937, 66% dos ambientes terrestres estavam intatos e com 2,3 mil milhões de pessoas na Terra. Hoje, esses números sofreram uma mudança drástica, com uma população mundial de 7,8 mil milhões e apenas 35% da área selvagem remanescente.

O esforço mais recente das organizações passa por levar estes animais selvagens - muitos deles longe da vida selvagem para estar enclausurados em zoos - para espaços urbanos de Londres de forma a despertar a consciência entre as pessoas. As manadas podem ser vistos em St. James's Park , Berkeley Square e até mesmo nas casas do Príncipe de Gales e da Duquesa da Cornualha em Highgrove .

Além de aumentar a consciencialização sobre as crises ambientais, estas obras servem para amealhar dinheiro para apoiar organizações na Índia que promovem a cultura indígena, ao mesmo tempo que introduzem tecnologia e infraestruturas de forma a permitir que humanos e animais vivam simbioticamente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.