A partir de 2020, todos os artigos de utilização única - como palhinhas, talheres, copos e pratos em plástico descartável – deixam de ser vendidos e são substituídos por soluções feitas a partir de fontes 100% renováveis.

Os materiais plásticos disponíveis nos restaurantes, bistros e cafés IKEA estão a ser substituídos por alternativas descartáveis mais sustentáveis, informa a marca.

"Queremos ter um impacto positivo não só nas pessoas, mas também no nosso planeta. E por isso, temos uma preocupação permanente com o ambiente. Desta forma, eliminar o plástico descartável da nossa gama de decoração em casa e dos nossos restaurantes, cafés e bistros, é um passo importante para ajudar os nossos clientes e a nossa empresa a contribuir para um mundo sem desperdício", referiu em comunicado Ana Barbosa, responsável pela área de Sustentabilidade da IKEA Portugal.

Em paralelo, como parte da estratégia de sustentabilidade - Pessoas Positivas, Planeta Positivo – a IKEA ambiciona, até 2030, que todo o plástico usado na sua gama de artigos seja feito com materiais renováveis ou reciclados.

A ambição é contribuir para um mundo sem desperdício e ajudar as pessoas a fazerem escolhas mais sustentáveis em suas casas.

Atualmente, mais de 60% da gama de produtos IKEA é feita a partir de materiais renováveis. Até 2030, a IKEA tem como objetivo terminar com a dependência de matérias-primas fósseis.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.