Mais de 1 em cada 3 portugueses não consegue fazer face a despesas extraordinárias

De acordo com este estudo perto de 32% dos inquiridos diz não ter capacidade financeira ou qualquer folga para fazer face a despesas extra. Na prática o mesmo é dizer que o rendimento chega apenas para suprir os gastos que a família já tem atualmente.

Para podermos dizer que não temos espaço para gastos extra temos de saber exatamente quanto ganhamos e onde gastamos o nosso dinheiro. Neste contexto, 45% das pessoas que responderam ao questionário sabia exatamente quanto ganhava. Adicionalmente, apenas 35% das pessoas disse ter a perceção exata das suas despesas fixas. Na prática, se não sabemos quanto ganhamos nem onde gastamos o nosso dinheiro, como podemos dizer que não conseguimos poupar?

Temos de fazer um orçamento familiar

O estudo em questão vem alertar para a necessidade de fazer um orçamento familiar. Apesar de ter sido apenas um em cada cinco a dizer que não utiliza qualquer ferramenta para controlar o seu dinheiro, parece-nos que esse número é demasiado reduzido. Aliás, ao utilizarmos ferramentas de controlo do dinheiro, como o Boonzi por exemplo, vamos ter a noção da origem e do destino que damos ao nosso dinheiro.

O descontrolo do nosso orçamento tem implicações graves. Por exemplo, pode originar penhoras bancárias ou a criação de dívidas “impossíveis” de eliminar

A Importância da formação

Um último ponto que merece destaque prende-se com a necessidade sentida pelos inquiridos em ter formação em literacia financeira, nomeadamente no que toca à gestão do orçamento familiar e à poupança.

O Dr. Finanças tem contribuído para este esforço de formação, realizando ações de sensibilização gratuitas pelo país. Poderá entrar em contacto connosco para marcar uma ação para a sua empresa.

A literacia financeira não é complexa

Diz-nos a experiência que os conceitos em torno do dinheiro não são complexos. Sendo necessária alguma explicação, o que é mais necessário é mesmo procurar a informação e ser curioso. Existem inúmeros portais e ferramentas para melhorar a gestão do nosso dinheiro que basta ocupar algum tempo todas as semanas para aprofundar o nosso conhecimento.

A realidade vai mudar?

Contrariamente ao que podemos pensar de algumas notícias que vamos vendo e apesar de estarmos em ano de eleições, a realidade não vai mudar. Continuamos com a necessidade de cortar custos, de contar o défice e de manter o nível de impostos elevado como atualmente.

Os dados económicos são motivo de otimismo e em breve esta melhoria irá sentir-se no nosso dia-a-dia. Contudo, ainda é necessário muito rigor na gestão do nosso dinheiro. Ainda temos de ser criteriosos nas nossas compras. Por exemplo, resistir à tentação das compras para o dia do pai e substituir os bens materiais por algo mais sentimental. E por que não introduzir o nosso pai a uma ferramenta de gestão de finanças pessoais como o Boonzi?

Dr. Finanças

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.