Criar a própria marca é um processo que exige muito empenho e dedicação. A nossa essência, aquilo que nos torna únicos, deve ser captado na perfeição para garantir a originalidade. Os nossos seguidores têm que sentir que somos verdadeiros, autênticos e genuínos. É isso que os levará a ser nossos clientes, a desejar trabalhar connosco e a querer comprar unicamente a nós.

Temos, por isso, que evitar imitar marcas existentes e isto é absolutamente essencial quando falamos de criação de uma marca. As cópias facilmente são esquecidas e perdem-se num mercado muito competitivo que valoriza a diferenciação. A minha experiência diz-me que chegamos a marcas harmoniosas quando todas as dicas que vou referir de seguida estão bem definidas e são plenamente concretizadas. Estas são as dicas de Rita Loução, especialista em Web Design e fundadora da I Love Web.

 1. Conte a sua história

Ao contar a sua história vai fazer com que os seus seguidores (que quer transformar em clientes) desenvolvam empatia consigo e se apaixonem pela sua marca. As histórias são mais impactantes do que os factos, são lembradas mais facilmente e permitem alcançar uma conexão emocional. As histórias fornecem um contexto ao público e empoderam as pessoas para executar uma ação.

Frequentemente, o que nos impulsiona a tomar uma decisão de compra é a ligação afetiva que temos com a marca e não com o próprio produto ou serviço que esta proporciona.

2. Defina muito bem o seu negócio

Uma definição muito clara do que faz é indispensável. Uma definição concisa do seu negócio ajudar-lhe-á a encontrar as palavras-chave que o definem e por consequência as que terá que utilizar na sua estratégia de SEO (Search Engine Optimization).

É também de extrema importância que saiba definir o seu negócio em apenas uma frase. Desta forma, sempre que lhe perguntarem o que faz, terá uma oportunidade de conquistar e encantar um(a) novo(a) cliente. Esta curta definição vai mostrar domínio e segurança naquilo que faz e, por isso mesmo, fazer com que obtenha e fidelize mais clientes.

3. Defina os seus valores

Saber quais os valores que orientam o seu negócio é crucial. Estes devem ser um balanço entre os seus valores pessoais e os valores que os seus produtos/serviços acrescentam aos seus clientes. Valores bem definidos vão conquistar novos seguidores. Estes devem também orientar a mensagem que quer que o seu negócio entregue diariamente nas redes sociais.

Os valores ligam-se a determinados elementos visuais e a mensagens cruciais que facilitam a identificação dos clientes com o negócio. Para que a estilização seja harmoniosa, texturas/padrões, cores, imagens/ fotografias, tipos de letra e logo devem estar em sintonia.

4. Descodifique o seu Avatar/Persona

Saber para quem trabalha, que tipo de seguidores e clientes quer atrair até si, é provavelmente a parte mais importante da formação de um negócio. Uma boa definição do seu avatar/persona vai levá-lo a uma melhor estratégia de negócio e, por consequência, de comunicação. Quando souber ao pormenor para quem fala terá o seu sucesso garantido.

5. Descubra a sua magia

Qual é o seu fator de diferenciação? Saber o que o difere das restantes marcas no mercado é de extrema importância. Pergunte-se sempre porque é que os seus seguidores/ clientes devem comprar a si e não aos seus concorrentes.Todos os negócios têm que primar por ter um ou vários fatores de diferenciação. Caso contrário, será apenas mais um no mercado.


Saiba mais sobre Mulheres à Obra aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.