Os dados resultam de uma investigação com base em dados de mais de 200 mulheres e 300 homens brasileiros, conduzida por Aline Castelo Branco, educadora sexual e especialista em Programação Neolinguística para Relacionamentos, em parceria com o Núcleo de Estudos da Sexualidade (Nusex) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP).

A especialista está agora a realizar um estudo semelhante em Portugal com o objetivo de "conhecer melhor o comportamento sexual dos portugueses e das portuguesas", explica em comunicado.

A investigação conduzida por Aline Castelo Branco identificou três erros básicos cometidos pelos homens na hora de fazer sexo oral. "Ouvia bastantes queixas das mulheres, no consultório, em palestras e até nas minhas redes sociais. Decidi então investigar, em conjunto com o Nusex, e ao longo de um ano recolhemos dados e depoimentos", diz a investigadora.

Erros comuns

Segundo a investigadora, os relatos obtidos ao longo da pesquisa permitiram detetar estes três equívocos comuns:

  1. O homem põe a língua para fora e movimenta a cabeça para cima e para baixo de forma brusca, sem tocar no clitóris. "Trata-se de uma forma completamente errada de o fazer, já que há que trabalhar toda a região", explica a educadora sexual.
  2. O homem coloca os lábios em bico e movimenta o rosto para todos os lados, agitando a vagina da parceira. "Um comportamento que dá a sensação de estar à procura de algo que não encontra", comenta Aline Castelo Branco.
  3. O homem suga o clitóris da companheira, provocando dor, mas pensando que está a proporcionar prazer. "O clitóris tem 9 mil terminações nervosas, sendo uma área sensível que deve ser trabalhada com muita delicadeza", explica a especialista.

Para participar no estudo que está a decorrer em Portugal, basta responder ao questionário online.

10 alimentos que aumentam a libido

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.