Traumatismo Crânio-Encefálico

A epidemia silenciosa do século XXI

O que é um traumatismo crânio-encefálico (TCE)?
É uma disfunção cerebral, transitória ou permanente, que resulta do impacto entre o crânio e um agente externo, como sucede por exemplo numa queda, ou quando se é atingido por um projétil. O TCE é a epidemia silenciosa do século XXI., sendo a principal causa de morte e incapacidade em crianças e jovens adultos em todo o mundo.

Consequências:
Os impactos da lesão variam de pessoa para pessoa em função dos fatores pessoais, assim como dos fatores associados à lesão ou à reabilitação.

As consequências desta doença podem ser:

Físicas:
- Problemas de movimento;
- Dificuldades na coordenação motora e equilíbrio;
- Menor força física;
- Lentidão nos movimentos corporais;
- Cansaço, fadiga e perdas de energia;
- Perda de sensações (sensibilidade ao toque, olfacto, visão);
- Epilepsia pós-traumática.

Cognitivas:
- Atenção e concentração: dificuldade em manter-se atento na realização de uma tarefa, ou num pensamento, sendo fácil distrair-se;
- Linguagem e comunicação: dificuldade em organizar-se e compreender informação sensorial;
- Memória: dificuldade em recordar-se;
- Raciocínio lógico: dificuldade em utilizar o pensamento para resolver o problema;
- Funções executivas: dificuldade em organizar e planear as actividades e dificuldade em iniciá-las.

Emocionais:
- Depressão;
- Alterações de humor;
- Irritabilidade;
- Ansiedade.

Comportamentais:
- Impulsividade;
- Agressividade;
- Apatia;
- Falta de iniciativa.

Comentários