Os antibióticos podem ocasionar reações adversas, dependendo de fatores como o medicamento propriamente dito, a sensibilidade do doente e condições da toma, entre as quais se incluem transtornos digestivos (dor abdominal, diarreia, náusea e/ou vómitos). "A frequência destas reações não é, geralmente, elevada, variando com o antibiótico e não se tratando de alergias", adverte Maria Augusta Soares.

"Mesmo que já não haja sintomas e que as consequências não sejam imediatamente visíveis, é errado parar o antibiótico sem que a infeção esteja curada", esclarece a professora na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. De acordo com a especialista, essa interrupção "pode levar ao aparecimento de bactérias resistentes, pois estas requerem pelo menos sete dias para serem debeladas".

"Nestas condições, há medidas que ajudam a reduzir a intensidade das dores de estômago", refere ainda. Estes são os cuidados a ter para não prejudicar a sua saúde:

- Tome o antibiótico após a ingestão de alimentos.

- Não se deite imediatamente após a toma. "Aguarde, pelo menos, 30 minutos", aconselha Maria Augusta Soares.

- Caso o incómodo se mantenha e seja intenso, fale com o seu médico. "Este poderá indicar-lhe um protetor gástrico específico ou substituir-lhe o antibiótico por outro equivalente para que trate a infeção até ao fim", refere ainda a docente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.