Quando é adicionado ao leite, o kefir, um composto formado por uma mistura complexa de bactérias e leveduras, fermenta-o, consumindo grande parte da lactose, da caseína (açúcar do leite) e da albumina (proteína do leite). «Assim, é muito bem tolerado por intolerantes à lactose, possuindo, ainda enormes benefícios para a flora intestinal e saúde em geral», afirma Patrícia Segadães.

«Nutricionalmente, é uma melhor opção que o iogurte de vaca sem lactose»,  acrescenta ainda. A explicação é simples. «Apresenta um conteúdo de bactérias benéficas francamente superior e um conteúdo de lactose quase residual», defende a nutricionista. «É também mais interessante e completo em termos de conteúdo nutricional que o iogurte de soja», acrescenta ainda a especialista.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.