De acordo com o colégio nacional de optometristas espanhol, se sentir enjoos, dores de cabeça ou visão dupla quando vê um filme em três dimensões, popularmente conhecido como 3D, convém consultar um oftalmologista o quanto antes. Isto deve-se ao facto da utilização de óculos especiais colocar em evidência problemas na visão estereoscópica, a que permite integrar as duas imagens que se vêem numa só através do cérebro.

Em circunstâncias normais, a pessoa manipula-a com naturalidade. Nesta situação, não. É o caso daqueles indivíduos que têm a sua acuidade visual diminuída num olho, forçam diariamente os músculos oculares para compensar alguns defeitos visuais, apresentam desequilíbrios musculares ou cujos olhos não se orientam na mesma direção. A Anses, agência francesa de segurança sanitária, desaconselha o uso infantil.

Um estudo citado pelo US National Library of Medicine National Institutes of Health, organismo norte-americano, junta às crianças as grávidas e os idosos. «Ver filmes em 3D pode provocar náuseas, perturbação oculomotora e desorientação, sobretudo em mulheres com um sistema visual e vestibular sensível», referem os autores da investigação. Os cientistas apontam, contudo, a necessidade de estudos aprofundados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.