Nesta altura do ano, as preocupações dos pais resumem-se a uma só coisa: a entrada (ou regresso) dos filhos na escola.

No entanto, entre o reboliço que envolve escolher o melhor estabelecimento de ensino e comprar o material escolar, alguns aspectos da saúde dos mais novos são, por vezes, esquecidos. Não caia nesse erro!

Esteja atento aos sintomas e veja os cuidados que deve ter em cada uma das diferentes fases.

Na pré-primária

É na creche que as crianças têm um primeiro contacto com o exterior, com poeiras e bactérias, com outras crianças, enfim, com um ambiente em tudo diferente do que tinham em casa.

Assim, é natural que contraiam algumas doenças, embora pequenas e não muito graves, como é o caso das infecções gastrointestinais e respiratórias.

A partir dos dois anos de idade, como o sistema imunitário da criança já é mais forte, combate este tipo de infecções mais eficazmente. O que não quer dizer que deva negligenciar os sintomas que apresentam.

Como prevenir?

Antes dos dois anos de idade, e porque o sistema imunitário das crianças ainda está pouco desenvolvido, torna-se importante estar atenta aos sinais que o seu filho apresenta.

Febre por mais de três dias, manchas na pele, vómitos, diarreia, são alguns dos sintomas mais comuns das tão faladas viroses (denominação genérica dada às doenças causadas por vírus).

Caso suspeite de algum problema, contacte o seu médico e se os sintomas se agravarem, não hesite em acorrer às urgências, nem que seja para se sentir mais segura e descansada.

É, também, importante, que na primeira reunião com o educador de infância do seu filho, fale abertamente sobre os eventuais problemas que possa ter, como é o caso da alergia à penicilina ou da intolerância à lactose.

Pode também falar do tipo de alimentação que gostava que fizesse e, caso a escola não possa providenciar as refeições que desejava, prepare você mesma o almoço e lanche do seu filho.

Na escola primária

A entrada na escola primária pressupõe outro tipo de preocupações para os pais. É nesta fase que as crianças aprendem a ler, a escrever e que criam bases que vão ser muito úteis para o resto das suas vidas.

Durante a escola primária, os pais devem acompanhar de perto a vida dos filhos, ajudando-os nos estudos, estando atentos a possíveis conflitos com os colegas e dialogando com o professor, pois é ele quem passa maior parte do dia com o seu filho e quem melhor conhece as suas angústias e dificuldades no meio escolar.

Relativamente a doenças propriamente ditas, nestas idades, diminuem, uma vez que as defesas da criança já estão bastante fortes.

Aliás, este grupo etário é o mais saudável e o que menos adoece. Evidentemente, existem alguns episódios de doença como as amigdalites, alguns problemas cirúrgicos (hérnia, apendicite) ou anemias, mas são raros.

Como prevenir?

Como as doenças típicas destas idades são muito variáveis e inesperadas, o melhor que tem a fazer é tentar incutir bons hábitos aos seus filhos, que fortaleçam o seu sistema imunitário e previnam problemas não só actuais como na vida adulta.

A alimentação, por exemplo, tem um papel fundamental na manutenção de uma boa saúde: prepare você mesma a lancheira do seu filho e encha-a de guloseimas verdadeiramente alternativas: fruta, bolachas pouco calóricas, vegetais, leite, iogurtes... o que quiser!

Piolhos: um problema transversal a todas as idades

Quer seja na creche ou no ensino primário, os piolhos parecem não perdoar nenhuma criança. O contacto próximo entre os mais pequenos nas suas brincadeiras e jogos faz com se propaguem com muita facilidade, o que dificulta a sua prevenção.

Se a criança for muito nova, tenha atenção aos produtos que usa, pois muitos deles contêm substâncias tóxicas que podem ser muito agressivas para a pele e couro cabeludo. O melhor é aconselhar-se com o seu farmacêutico.

Para além da lavagem com champôs específicos, passe um pente fino, madeixa a madeixa, para eliminar as lêndeas (ovos dos piolhos) e lave as roupas (inclusive as de cama) em água muito quente para eliminar os piolhos que aí se alojam.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.