O joanete, referido na comunidade médica como Hallux Valgus, é atualmente uma das patologias mais comuns nos pés dos adultos.

É uma doença que provoca muitas dores e dificulta muito a caminhada. O simples ato de calçar sapatos torna-se num problema. Esta é uma doença progressiva que se acentua com a idade, mas que se desenvolve cada vez mais cedo.

Alimentos para recuperar a silhueta depois das férias
Alimentos para recuperar a silhueta depois das férias
Ver artigo

A única forma de tratar os joanetes é através de cirurgia, que reestabelece o equilíbrio biomecânico dos pés.

Nos últimos anos, as cirurgias do pé e tornozelo evoluíram muito com a aplicação de novas técnicas mini-traumáticas, onde a recuperação é mais rápida e o pós operatório é menos doloroso. Os pacientes podem andar logo depois da cirurgia e retomar suas atividades normais em pouco tempo.

Como os pés são a base de sustentação de todo o nosso peso corporal, condicionam a saúde do resto do corpo, especialmente nos joelhos, ancas e coluna. Os pés são o suporte do corpo humano, a sua saúde é fundamental.

Causas do joanete

Os joanetes podem surgir por diversos motivos, desde fatores biomecânicos, genéticos, traumáticos e metabólicos. Aparecem muitas vezes associado a pés planos e pela flexibilidade excessiva dos ligamentos do antepé. O uso de calçado desadequado agrava a doença e são as mulheres quem mais sofre com este problema.

Quando os pacientes chegam à consulta, muitas vezes apresentam outras deformidades nos dedos menores, como dedos em garra ou em martelo, calosidades e unhas encravadas.

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia é realizada em regime ambulatório, isto é, o paciente não fica internado nem é administrado anestesia geral. É administrado um sonífero para os pacientes dormirem durante a intervenção. A cirurgia em si é feita através de um pequeno corte com anestesia local, minimizando a perda de sangue e o risco de infeções.

É uma cirurgia mini-traumática, o que torna o pós-operatório menos doloroso e a recuperação é mais rápida, mais confortável e mais segura para o paciente.

É um grande avanço comparativamente às cirurgias tradicionais. Os pacientes podem andar no próprio dia da cirurgia sem recurso a canadianas, usando apenas um sapato especial para protejer o pé operado.

Este é o melhor treino para queimar os excessos com companhia
Este é o melhor treino para queimar os excessos com companhia
Ver artigo

Em situações mais simples, a cirurgia pode ser realizada em ambos os pés numa única sessão.

Como é a recuperação da cirurgia?

O tempo de recuperação da cirurgia aos joanetes varia entre 2 a 4 semanas, de acordo com o tipo de cirurgia realizada e gravidade da situação, no entanto os pacientes podem andar após a intervenção usando o sapato pós-operatório, mas com alguns cuidados.

Na generalidade na primeira semana após a cirurgia o paciente não deve andar muito. Em casa pode movimentar-se à vontade, no entanto deverá manter o pé em repouso e elevado durante o maior tempo possível.

Cerca de duas semanas após a cirurgia o paciente é encaminhado para a fisioterapia para obter melhor flexibilidade e regressar rapidamente às suas atividades diárias.

As explicações são do médico-cirurgião Franz Walter Boensch, especialista em Cirurgia do Pé na Clínica Paincare.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.