Acordamos e vamos ao ginásio, saímos do trabalho e decidimos ir correr, outros guardam as manhãs de sábado para assistir aos jogos de futebol dos filhos. A verdade é que a prática desportiva está presente na vida de todos de alguma forma. Contudo, quando nos sentimos cansados ou quando determinado treino não foi tão eficaz quanto outros, pensamos de imediato que pode ter sido derivado de uma noite mal dormida ou da falta de algum tipo de vitaminas no corpo, por exemplo. Mas, alguma vez pensou que pode ser consequência do estado da sua saúde oral?

Uma má performance desportiva pode estar associada a diferentes problemas relacionados com a saúde oral, como é o caso de um problema ortodôntico. A medicina dentária desportiva é um área cada vez mais em desenvolvimento e ocupa-se essencialmente da prevenção, diagnóstico e tratamento das lesões oro-faciais associadas ao desporto. 

O objetivo é fornecer aos atletas, profissionais ou amadores, conhecimentos diferenciados com o propósito de melhorar os seus rendimentos, através da manutenção da saúde oral. Já de seguida partilhamos cinco curiosidades que provam esta relação e que certamente vão surpreender:

  1. um dente com infeção pode diminuir o rendimento desportivo;
  2. uma má oclusão (relação dos dentes superiores com os inferiores) ou a falta de dentes gera problemas na mastigação, prejudicando a absorção dos nutrientes, podendo provocar desequilíbrios musculares, dores de cabeça, desconforto e stress;
  3. uma lesão muscular pode demorar até 2 vezes mais tempo a recuperar se existir uma patologia dentária concomitante;
  4. um problema nas gengivas pode comprometer o coração, as articulações e dificultar a recuperação de lesões musculares;
  5. e, por último, cada desportista envolvido num desporto de contacto tem 10% de possibilidades de sofrer um traumatismo dentário ou oral, e sem o uso de protetor bucal personalizado, esse risco aumenta mais de 60 vezes!

Além destes 5 motivos para estar sempre atento à saúde oral, existem muitos outros que um médico dentista ou higienista oral partilha com os seus pacientes e que podem melhorar qualquer prática física. Esta é uma das mensagens principais que gostamos de transmitir no Instituto de Implantologia: tudo no nosso corpo está interligado e existe sempre uma justificação para os diferentes problemas que vão surgindo.

Um artigo de Artur Filipe Simões, médico dentista no Instituto de Implantologia.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.