Desde melhorar o efeito do tratamento até à otimização do estado geral, sem esquecer a progressão positiva da doença, são inúmeros os benefícios de uma postura otimista perante as adversidades colocadas pelas Doença Inflamatória do Intestino.

No quarto episódio da sexta temporada de Dar a Volta à DII, contámos com o poderoso testemunho de Maria José Silva, uma guerreira que vive há 36 anos com uma Doença de Crohn complicada, com vários internamentos e cirurgias.

No decorrer da pandemia, a vida resolveu pregar-lhe outra partida: Maria José foi diagnosticada com cancro no reto, que metastizou e atingiu os pulmões.

Exemplo de superação, a atitude resiliente e positiva levou-a a encontrar forças na “estrelinha” do falecido pai, que diariamente procura à janela antes de se deitar. Também a família foi e continua a ser um importante porto de abrigo, a que recorre para ultrapassar as adversidades.

A pergunta “Porquê eu?” nunca a fez pois em momento algum culpabilizou algo ou alguém. Encarou a doença e viu nos passeios uma solução para os momentos de menor otimismo – tais como o adiamento da quimioterapia por motivos de pandemia -, mas que, ainda assim, não a fizeram perder o otimismo e a alegria.

Foi sempre feliz, não obstante tudo o que já passou, e continua a ser voz ativa na temática das DII, sendo mentora no Projeto DiiMentoring, da APDI.

Veja o vídeo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.