Francesco Cappuccio, professor de medicina cardiovascular na Universidade de Warwick em Inglaterra e consultor da Organização Mundial de Saúde (OMS), afirma que os governos poderiam evitar milhões de mortes prematuras e reduzir os gastos com a saúde se adotassem novas leis para reduzir a quantidade de sal que é adicionada aos alimentos. Mas enquanto essa ideia não passa do papel, imponha-a em sua casa. Comece, por exemplo, por trocar o sal pelo limão, em sumo ou em raspas, quando tempera os alimentos.

Estes ganham em sabor e a sua saúde agradece-lhe. Lembre-se que a redução do consumo de sal diminui significativamente a pressão arterial e este facto contribui para diminuir os enfartes do miocárdio e os casos do acidente vascular cerebral (AVC). Além do sumo de limão, pode também recorrer a ervas aromáticas. Para saber em que pratos é que as deve usar, clique aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.