Duas colheres e meia de abacate adicionadas a uma salada de alface, cenoura e espinafre quadruplicam a dose de betacaroteno e aumentam as defesas contra o cancro.

Segundo um estudo da Universidade do Minnesota, é aqui que o fator nutricional ultrapassa a combinação de sabores para dar origem à sinergia alimentar, uma teoria que defende que o consumo combinado de certos alimentos potencia os seus efeitos benéficos.

Experimente as outras sugestões que pedimos ao nutricionista Miguel Rego e aprenda a tirar partido destas parcerias:

Carne grelhada + citrinos

«A utilização de citrinos sob a forma de sumo ou salada, a acompanhar carnes grelhadas, reduz os efeitos dos compostos cancerígenos que se formam pela carbonização de carnes que estiveram em contacto direto com a chama», explica o nutricionista. Use o sumo de meio limão como tempero ou duas a três rodelas de laranja como acompanhamento.

Alho + peixe

«O alho é um alimento com inúmeras propriedades antibacterianas e ajuda o nosso organismo a regular o mau colesterol. Quando combinado com peixe ou gorduras mais saudáveis e de digestão fácil, ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares», esclarece o especialista. Tempere o peixe com, pelo menos, um dente de alho cortado ou esmagado.

Azeite + tomate

Apesar de ser uma gordura saudável, é um alimento calórico e deve ser consumido com moderação. «É uma gordura vegetal, rica num ácido gordo monoinsaturado, o ácido oleico, que protege o sistema cardiovascular. Quando associado ao tomate, rico em licopeno (um pigmento antioxidante), potencia a sua ação e é melhor absorvido pelo organismo», afima Miguel Rego. Tempere o tomate com uma colher de sobremesa de azeite.

Flocos de aveira + canela

«As papas de aveia são uma excelente opção para o pequeno-almoço, uma vez que são ricas em fibras hidrossolúveis, como o psilium, que promove uma absorção lenta dos hidratos de carbono que são libertados para a corrente sanguínea. A canela atua de forma sinérgica, podendo reduzir a absorção de glicose e inibir a ação de algumas enzimas digestivas. Este efeito pode ser benéfico para as pessoas com diabetes mellitus», saliente o nutricionista. Combine duas colheres (de sopa) de flocos de aveia cozidos com uma colher (de sobremesa) de canela, para obter todos os benefícios.

Há alimentos que não devemos combinar?

«Não está provado que o equilíbrio do organismo possa ser afetado pela ingestão simultânea de alimentos com características  nutricionais distintas. Contudo, numa alimentação saudável, devemos prestar atenção a certos alimentos que, quando combinados, se podem tornar nocivos para a saúde», explica o nutricionista Miguel Rego.

Por exemplo, os refrigerantes açucarados não são uma opção saudável, mas combiná-los com alimentos fritos é ainda pior, pelo que deve evitar fazê-lo.

«Estas combinações contribuem para o aumento da síntese de colesterol e triglicerídeos que agravam o risco de doenças cardiovasculares», alerta o especialista. Também a ingestão simultânea de carne e leite «atrasa o esvaziamento gástrico, provocando enfartamento e aumento da secreção de acidez do estômago. Os laticínios devem ser consumidos ao pequeno-almoço ou lanche, a acompanhar alimentos ricos em hidratos de carbono», esclarece ainda o nutricionista.

Texto: Nelma Viana com Miguel Rego (nutricionista)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.