É a dieta dos biorritmos. Pressupõe que cada alimento possui um determinado tipo de energia que, uma vez no organismo, se converte numa carga eléctrica que nos permite estar saudáveis e perder peso.

Partindo do estudo das diferentes frequências vibratórias e comprimentos de onda de cada alimento, confere-se-lhe uma cor.

Estas são algumas das regras que deve seguir:

Para iniciar esta dieta, tem de saber combinar os vários grupos de alimentos. Deve, então, optar por alimentos verdes (sobretudo vegetais), azuis (frutas frescas), encarnados (carne, enchidos, peixe, mar isco, açúcar e álcool), brancos (cereais, massas e farinhas), cor-de-laranja (todos os vegetais que não são verdes) e violetas (frutos secos, produtos lácteos e derivados de cacau).

Esta dieta não suprime a ingestão de nenhum alimento, só a restringe. Com esta dieta pode perder até três quilos por semana. Este regime dietético não tem nenhuma contra-indicação. Visto não existirem restrições alimentares pode seguir-se sem problemas, a não ser que surja sensação de fadiga ou cansaço pronunciado.

Uma das suas vantagens é que oferece uma sensação de energia e vitalidade. Além disso, aprende-se que os alimentos encarnados favorecem o sistema circulatório e muscular, os cor-de-laranja estimulam o endométrio e as mucosas e que os azuis são benéficos para os ossos.

As cores das suas refeições

Pequeno-almoço
Deve combinar alimentos dos grupos azul e violeta, nomeadamente fruta fresca, frutos secos, cereais e cacau, entre outros.

Almoço
Podem consumir-se alimentos de cor encarnada, cor-de-laranja e verde.

Jantar
É altura de comer alimentos brancos. Cereais, massas e farinhas são a melhor opção.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.