Pouco antes de embarcar rumo a Lisboa, onde vai anunciar formalmente a aprovação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) de Portugal – primeira etapa de um périplo europeu que a levará a cinco capitais esta semana para anunciar a validação dos respetivos planos nacionais -, Von der Leyen fez uma curta declaração à imprensa, na sede da Comissão, em Bruxelas, para exibir o novo certificado, operacional desde hoje na Bélgica.

“Antes da Páscoa, prometemos aos europeus que faríamos todos os possíveis para que pudessem ganhar alguma normalidade ao planear as merecidas férias de verão. Na passada segunda-feira, o Parlamento Europeu e o Conselho [da UE] assinaram o regulamento do certificado digital covid-19 da UE. É aplicável a partir de 01 de julho, mas cada Estado-membro pode antecipar voluntariamente a sua aplicação, e foi isso que fez a Bélgica”, começou por afirmar.

“A Bélgica autoriza desde hoje viajar com o certificado e já o emitem. E aqui está o meu”, disse, exibindo então para as câmaras o certificado com o código QR descarregado no seu telemóvel.

Von der Leyen lembrou que, “todos os que já estão integralmente vacinados, ou testaram negativo ou recuperaram da covid-19 podem ter um” certificado, sendo que, neste momento, 15 Estados-membros que já o utilizam, “e a partir de 01 de julho todos os 27 Estados-membros têm de aplicar estes certificados”.

“Vou começar agora a minha digressão pelos 27 Estados-membros no quadro do ‘NextGenerationEU’, o nosso plano de recuperação e resiliência, e estou muito curiosa para testar e ver como funciona este certificado”, concluiu.

Von der Leyen deverá chegar pelas 11:30 (hora de Lisboa) ao Centro Ciência Viva, no Pavilhão do Conhecimento, um dos projetos a financiar através do PRR, e, após visita ao centro, reúne-se com António Costa.

No final do encontro, pelas 13:15, os dois darão uma conferência de imprensa conjunta.

De Lisboa, Ursula von der Leyen segue para Espanha, ainda hoje, e depois para a Grécia e Dinamarca, onde vai estar na quinta-feira, e Luxemburgo, na sexta, já munida então do certificado digital covid-19, cujo regulamento foi assinado na passada segunda-feira, no Parlamento Europeu, em Bruxelas, numa cerimónia que contou com a participação de António Costa, enquanto presidente em exercício do Conselho da UE, até final deste mês.

Portugal já tem vindo a testar com sucesso o sistema de reconhecimento dos certificados, que começa a emitir esta semana.

Veja ainda: Estes são os 12 vírus mais letais do mundo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.