Há quatro novos casos de COVID-19 em Portugal. Três estão hospitalizados no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, e outro no Hospital São João, no Porto, avança a SIC Notícias.

Quanto ao caso do hospital de São João, trata-se de uma mulher de 40 anos. A informação ainda não foi validada por fontes oficiais.

Face ao aumento de casos de infeção, o Governo ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais na região Norte e a limitação de visitas às prisões de todo o país.

Recomendações da DGS

A DGS acompanha a situação da expansão do novo coronavírus e recomenda:

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
  • Evitar o contacto próximo com pessoas que sofram de infeções respiratórias agudas; evitar o contacto próximo com quem tem febre ou tosse;
  • Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contacto direto com pessoas doentes, com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;
  • Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir;
  • Evitar o contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;
  • Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos; deitar o lenço de papel no lixo);
  • Evitar o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;
  • Seguir as recomendações das autoridades de saúde do país onde se encontra.

Foram também encerrados temporariamente alguns estabelecimentos de ensino secundário e universitário.

Portugal regista 30 casos confirmados de infeção, todos hospitalizados, mas nenhum nos cuidados intensivos, segundo o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde, divulgado no domingo.

O mais recente caso positivo do novo coronavírus - e não contabilizado neste balanço - é à mãe de uma jovem do Algarve, professora em Portimão, que esteve recentemente em Itália e que também está infetada, avança a TVI. A notícia já foi confirmada pela presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes.

A epidemia de COVID-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 3.800 mortos.

Cerca de 110 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 62 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 366 mortos e mais de 7.300 contaminados pelo novo coronavírus.

Acompanhe aqui, ao minuto, todas as informações sobre o coronavírus (COVID-19) em Portugal e no mundo.

Coronavírus: como passou de animais para humanos?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.