O 1.º Encontro Nacional de Bioengenharia, organizado pelo Instituto Superior Técnico, Capítulo Português do EMBS e Universidades Católica Portuguesa, do Minho, de Coimbra e de Lisboa, tem como objectivo promover e incentivar a interacção entre alunos, docentes, investigadores e tecido empresarial das áreas de Engenharia Biomédica, Biológica e de Bioengenharia.

Segundo Carlos Fortunato Presidente do Capitulo EMBS em Portugal e Raul Carneiro Martins Docente do Instituto Superior Técnico, esta iniciativa pretende “lançar o mote para um desenvolvimento sustentado e transversal numa área emergente da Engenharia, que acreditamos será recipiente de alguns dos maiores feitos do Homem. O principal objectivo deste encontro é divulgar e promover cada um destes tecidos junto dos restantes e criar condições para o estabelecimento de sinergias.”

António Charrua, director-geral da UCB, afirma que “enquanto uma das biofarmacêutica que mais se dedicada à Investigação & Desenvolvimento de terapêuticas inovadoras, consideramos que o 1.º Encontro Nacional de Bioengenharia é uma oportunidade única para a criação de sinergias e para estimular o empreendedorismo nacional através da investigação e inovação.”

Durante os quatro dias, estão previstas a divulgação de trabalhos académicos, a apresentação de trabalhos de investigação, nacionais e internacionais, e de casos de sucesso, bem como, a análise dos contextos nacional, ibérico e europeu em Bioengenharia. Cada dia culmina com uma sessão de debate envolvendo todos os interessados.

O programa do 1.º Encontro Nacional de Bioengenharia: “A Bioengenharia e as Ciências Médicas - O Desafio do século XXI” está disponível em: www.engbiomed.net/enbeng2011.

Sobre a UCB
A UCB é a maior biofarmacêutica de origem belga e actua no mercado português há cerca de 40 anos. Anualmente, investe cerca de 23 por cento do seu volume de negócios global em Investigação & Desenvolvimento de terapêuticas inovadoras.

A biotecnologia aliada ao passado de farmacêutica tradicional, combina o melhor de dois mundos e faz da UCB uma das biofarmacêuticas líder a nível mundial.
A UCB dedica-se, especialmente, à investigação e desenvolvimento de medicamentos biológicos para o tratamento de doenças que afectam o Sistema Nervoso Central, como a epilepsia, e de doenças Imunológicas, como a artrite reumatóide, centrando-se nos pacientes e tendo como aspiração melhorar a sua qualidade de vida.

23 de Fevereiro de 2011

Fonte: Hill & Knowlton Portugal

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.