Um total de 594 casos foram registados em 11 das 14 províncias desde o mês passado, indicou o ministério da Saúde.

"A situação está a evoluir de forma preocupante nas áreas afetadas e espalhando-se para novas áreas", alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A maioria das mortes aconteceu na província de Aleppo, no norte. É o maior surto de cólera na Síria da última década.

Esta doença é contraída geralmente pela água ou por alimentos contaminados e causa diarreia e vómitos.

A cólera voltou a este país pela primeira vez desde 2009. Desde então, quase dois terços das estações de tratamento de água, metade das estações de bombeamento e um terço das torres de armazenamento foram danificadas por mais de 11 anos de guerra, de acordo com as Nações Unidas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.