Sinais de melanoma: aprenda a identificar através da regra do ABCDE

Quem está em risco de cancro da pele? Os cancros da pele podem afetar qualquer pessoa, em qualquer idade. São mais comuns em pessoas com mais de 50 anos ou pessoas que tiveram uma exposição prolongada ao sol, segundo dados da Associação Portuguesa do Cancro Cutâneo (APCC).

Está em risco particularmente elevado se:

  • Tem pele clara ou é propenso a queimaduras solares
  • Sofreu queimaduras solares na infância
  • Teve uma grande exposição ao sol (a trabalhar ou em lazer) • Faz exposições periódicas ao sol (por exemplo, nas férias)
  • Recorre a solários
  • Tem mais de 50 “sinais” (nevos) no corpo
  • Tem uma história familiar de cancro da pele
  • Tem mais de 50 anos de idade
  • Foi submetido a um transplante de órgão

Esteja ou não num grupo de alto risco, há coisas simples que pode fazer de imediato para se proteger a si e à sua família dos cancros da pele.

Fique atento ao sinais no seu corpo. Se fizer um auto-exame com intervalos de 1 a 2 meses, pode impedir que uma lesão suspeita evolua e se torne mais grave ou invasiva.

Cancro da pele: como fazer o autoexame?
Cancro da pele: como fazer o autoexame?
Ver artigo

O que procurar?

Procure na sua pele os sinais que:

- Sofreram alguma alteração de tamanho, cor e/ou forma;

- Têm aspeto diferente dos restantes (conhecidos como o sinal “patinho feio”);

- São assimétricos ou têm bordos irregulares;

- São ásperos ou escamosos (às vezes é possível sentirem-se as lesões antes que elas sejam visíveis);

- Têm várias cores;

- Dão vontade de coçar;

- Sangram ou libertam líquido;

- Têm aspeto rosado;

- Parecem uma ferida, mas não cicatrizam.

A regra do ABCDE do melanoma pode ajudá-lo a detetar o melanoma mais cedo:

Sinais de melanoma
créditos: APCC

- Veja também: Os sintomas de cancro mais desconhecidos dos portugueses

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.