Rosa, uma mulher de 60 anos que foi operada numa clínica por um alegado cirurgião plástico, sentia-se psicologicamente jovem, porém a sua imagem não lhe agradava. Foi operada, mas meses depois o resultado são cicatrizes e um peito mais pequeno que o outro.

O caso é denunciado pela rádio TSF.

Rosa e o médico, cujo nome não é revelado, acordaram o preço de uma lipoaspiração com anestesia geral e transferência de gorduras para as nádegas e seios. O procedimento custou 2.500 euros. À primeira vista, correu bem, mas a gordura transferida começou a apodrecer, acabando por ser retirada.

Ficaram as cicatrizes e um peito mais pequeno que o outro. Hoje, sente-se "mal física e psicologicamente" e o que vê ao espelho "é bem pior que antes da cirurgia", escreve a referida estação de rádio. Depois da operação, Rosa descobriu que o médico não tinha a especialidade de cirurgia plástica.

Leia tambémAs frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Saiba ainda15 segredos sobre a perda peso que ninguém comenta

O cirurgião plástico Celso Cruzeiro, presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética, alerta para a gravidade e consequências desastrosas de cirurgias plásticas realizadas por pessoas sem qualificações ou médicos de outras especialidades.

"Cada vez mais assistimos a processos em tribunal e na Ordem dos Médicos por problemas causados aos doentes que se submetem a intervenções por pessoas não habilitadas", disse Celso Cruzeiro, que é também diretor do serviço de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e de Queimados do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

"É um problema extremamente grave, que se tem vindo a agravar, prejudicando verdadeiramente a saúde dos doentes", disse Celso Cruzeiro, salientando que a maioria das cirurgias praticadas respeita a atos aparentemente simples, como preenchimento faciais, lipoaspirações, mamoplastias e aplicação de injetáveis como botox, mas que "exigem conhecimentos básicos para serem aplicados".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.